EnglishJapanesePortugueseSpanish
13.04.2020

11 dicas para gestão hoteleira em tempos de coronavírus

hotelaria 1024x512 11 dicas para gestão hoteleira em tempos de coronavírus

Sugestões para mudanças nos destinos durante a crise econômica decorrente do COVID-19

 

Bem-vindos à era da adaptabilidade. Enquanto o mundo tenta se estabilizar em meio à crise do COVID-19 e à realidade de uma recessão econômica iminente induzida pelo vírus, os órgãos promotores de turismo e o setor hoteleiro precisam desenvolver uma nova perspectiva sobre destinos, crescimento e engajamento comunitário.

Não importa onde você esteja, o setor hoteleiro foi profundamente impactado no primeiro mês de resposta à pandemia viral. É provável que muitos órgãos promotores de turismo podem tomem medidas imediatas para se adaptar à situação atual.

Pensando nesse cenário, a JLL preparou uma lista de dicas que os líderes do setor devem levar em consideração.

Por onde começar?


1.Controle as finanças

Revisar, revisar e revisar. De acordo com Julie Hart, especialista do setor, a adaptabilidade do orçamento é essencial. Analise cautelosamente os impactos no orçamento para os próximos três meses do ano fiscal atual e veja onde é possível fazer modificações. Se suas receitas são provenientes de reservas de hospedagem, estime o faturamento do próximo ciclo orçamentário para minimizar surpresas. Alinhe as decisões urgentes para validar as prioridades estratégicas de forma mais clara.

 

2.Use o virtual para ter mais contato
Embora o contato físico não seja possível neste momento, ainda podemos interagir virtualmente. Lembre-se de estar sempre conectado e incentivar a sua equipe a compartilhar histórias interessantes sobre suas comunidades. Essas histórias dizem muito – agora mais do que nunca – e serão importantes para a motivação quando começarmos a nos recuperar.

 

3.Salve a sua marca pisando nos freios com o marketing
Marketing para viajantes em potencial ou mensagens que incentivem viagens não farão sentindo nem serão bem recebidas. Cesse ações de marketing que não reflitam o “agora” e faça comunicações sobre a importância da segurança de clientes e funcionários, considerando as sugestões dos líderes globais de saúde.

 

Não fique parado


4. Relacionamentos são mais importantes do que vendas

Dê apoio às equipes de Vendas e de Desenvolvimento Corporativo que tenham interação direta com os clientes. Incentive sua equipe a manter o relacionamento, fazendo chamadas e mostrando aos clientes que eles são importantes. Ouça e permita que os clientes compartilhem a situação e seus desafios. Reafirme que os negócios serão gradualmente retomados e que os destinos irão se recuperar, tendo em mente a máxima segurança de todos os clientes e funcionários. Comente também que você está disponível e atento caso eles precisem, considerando que todos foram afetados. Relacionamentos são mais importantes neste momento do que as transações.

5.Dê apoio aos stakeholders
Dê conselhos, mas também crie empatia. As empresas parceiras são a principal razão pela qual os órgãos promotores de turismo existem. Você tem a oportunidade de se envolver de uma nova maneira e ajudá-los a ligar os pontos entre as necessidades, direcionamentos e os próximos passos a serem seguidos. Por exemplo, muitos órgãos já se prontificaram a se conectar com restaurantes locais por meio de atualizações nas mídias sociais, reduzindo custos com estacionamento para entregas e oferecendo serviços para funcionários de healthcare e segurança pública. É uma oportunidade não apenas para parcerias, mas também para oferecer recursos conforme os clientes se adaptam nesse ambiente em mudança.

6.Reeducação sobre recursos
Instrua os membros da equipe para que entendam os programas de apoio disponíveis junto aos órgãos estaduais e locais de assistência econômica. Haverá muita informação sobre programas de Gestão de Pequenas Empresas, regulamentações sobre desemprego e opções de assistência corporativa à medida que os destinos se recuperem. Sua comunidade dependerá da sua habilidade para navegar entre essas questões. Certifique-se de que as empresas saibam que você é um recurso para ajudar a entender e ter acesso a esses programas. Quanto mais você aprender e souber sobre as opções, mais poderá compartilhar com todos os stakeholders.

7.Autorização para as reservas
Muitas empresas já autorizaram o acesso às reservas financeiras, mas para aqueles que ainda não o fizeram, agora é a hora. Análises ponderadas sobre o propósito desses fundos serão importantes para o direcionamento da empresa. Além dos princípios básicos de manutenção das operações, é preciso considerar futuros investimentos em eventos, serviços locais para desempregados e reinvestimentos em desenvolvimento dos destinos.

Pense à frente


8.Faça sua voz ser ouvida

Nossos órgãos governamentais estão trabalhando muito. Você é um líder em nossa comunidade, e este é o momento para mostrar sua experiência. Compartilhar opções e ideias para a recuperação será importante nas próximas semanas. Recomendamos preparar-se para o presente e para o futuro dividindo os planos em três categorias diferentes: (a) Recuperação, (b) Retomada e (c) Preparação.

  1. Recuperação
    Como reestabeleceremos o volume dos negócios após a crise? Pense em ideias que impulsionarão os negócios do setor hoteleiro em curto prazo. Durante a recessão de 2008, as medidas de recuperação concentraram-se principalmente em reservas relacionadas a esportes e hobbies, shows e festivais, e gradualmente evoluíram de viagens nacionais a atividades mais abrangentes do mercado. A recuperação desta crise provavelmente será bastante diferente e dependerá da mudança de atitude em relação às viagens, reuniões públicas e poder de compra.

 

  1. Retomada
    O que podemos fazer para incentivar as reuniões sociais após a recuperação? O foco deve estar em como podemos superar os estigmas criados pelo distanciamento social forçado. Nossa natureza nos faz querer estar juntos, mas a disseminação viral do COVID-19 pode prolongar-se. Além de mudanças de atitudes, devemos educar e tranquilizar os clientes até que tudo isso termine.

 

 

  1. Preparação
    O que será diferente da próxima vez? A resposta do governo e de instituições de saúde pública aos futuros desafios virais terá mudanças significativas. Paralisações e restrições em viagens provavelmente serão mais comuns e imediatas para combater as próximas pandemias. Pense em como minimizar o impacto para proteger seu negócio e contribuir para sua comunidade diante de futuros incidentes.

 

10.Aprenda com os dados
Compreender a história dos dados e as possíveis vias de recuperação é uma etapa fundamental durante as próximas semanas. São inúmeras as opções e fontes de pesquisa de dados. Este é um ótimo momento para analisar seus recursos e determinar as necessidades futuras. Será preciso explorar o perfil do visitante e as oportunidades disponíveis conforme as etapas da recuperação começarem a acontecer.

 

11.Mobilize e conecte seus talentos
Antes da pandemia, muitos órgãos promotores de turismo implementaram estratégias para ajudar suas comunidades a atrair e reter talentos. Muitas delas estavam ajudando a indústria de viagens a preencher vagas disponíveis com feiras de empregos e programas de apoio à inserção ao mercado de trabalho. Hoje, a perspectiva de desemprego em larga escala faz com que essas mesmas organizações foquem em encontrar novas opções. É uma chance para usar o talento da comunidade em opções de voluntariado a curto prazo, e ao mesmo tempo promover oportunidades remuneradas às pessoas capacitadas à medida que os negócios voltarem a crescer. Além de essencial, a conexão com os órgãos locais e estaduais de assistência ao trabalhador pode ajudar a criar opções para preencher as vagas em toda a comunidade.

 

Espere o inesperado

 

Planos estratégicos devem ser maleáveis por natureza. As estratégias devem ser adaptáveis, enquanto as táticas são rígidas e limitadoras. Quanto mais tático for o plano, menos ele importa agora. Faça revisões e adaptações aos planos estratégicos para atender às urgências dos próximos 18 meses. Divida as semanas e os meses em períodos de tempo gerenciáveis. Precisa de ajuda para começar? Este é um exemplo para organizar a revisão de seu planejamento:

TempoQuestões de planejamento
Semanas 0 a 3Quanto esta situação está afetando os nossos negócios?

Como a nossa empresa resiste a este desafio?

Como a nossa empresa continua prestando serviços à nossa comunidade?

Semanas 4 a 6Como iremos ajustar nossa operação quando voltarmos ao escritório?

Como restabelecer algumas das nossas conexões com a comunidade?

Como estamos construindo cenários utilizando nossos dados e pesquisas?

Semanas 7 e 8Qual é o nosso plano inicial de recuperação?

O que nossas pesquisas revelaram como novas oportunidades?

Semanas 6 a 8O que estamos agregando ao nosso plano de recuperação inicial?

Como iniciamos nosso cronograma de implementação?

Semanas 8 a 16Quais informações usaremos para adequar o direcionamento e os próximos passos?

Como seguiremos envolvendo as pessoas em nosso direcionamento?

Qual é o nosso plano inicial para a retomada?

Semanas 17 a 20Quais ajustes são necessários?

Qual é o nosso plano caso aconteça outra vez?

 

Sendo realistas, não sairemos desta crise trabalhando da mesma forma que fazíamos no passado. Nossos clientes, stakeholders e até nós mesmos vamos querer acabar com a sensação de distanciamento social assim que a ameaça imediata passar. Estas etapas nos dão uma ideia de como lidar com os desafios.

Fonte: Imprensa JLL / Foto: Divulgação
Cidade
Data
Adultos
Crianças
Bebês

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!