07.08.2018

4ª BIENAL BRASIL DO LIVRO E DA LEITURA

 

marcello quintanilha 1024x768 4ª BIENAL BRASIL DO LIVRO E DA LEITURA

CENTRO DE CONVENÇÕES ULYSSES GUIMARÃES, DE 18 A 26 DE AGOSTO DE 2018.

 Espaço HQ vai acolher lançamentos e encontros com profissionais de ponta da área dos quadrinhos

 

*Participação dos premiados Marcelo Quintanilha e Marcelo D’Salete

 

*Encontros, debates e oficinas

 

Reconhecendo a relevância da atual produção brasileira de quadrinhos, a 4ª BIENAL BRASIL DO LIVRO E DA LEITURA – maior evento dedicado às letras da região Centro-Oeste – estreia uma novidade em sua programação. É o ESPAÇO HQ, um ambiente para lançamentos e encontros com profissionais da área, além da presença de lojas especializadas em quadrinhos e produtos derivados deste universo. Em 2018, a Bienal acontece entre 18 e 26 de agosto, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O acesso é gratuito.

Os convidados do ESPAÇO HQ estão entre os mais prestigiados autores das histórias em quadrinhos brasileiras atuais, a exemplo dos premiados Marcelo D’Salete e Marcello Quintanilha, as revelações Cynthia B. e Cristina Eiko, o irascível cartunista Ricardo Coimbra e o veterano Gustavo Machado. Daniel Lopes, apresentador do canal Pipoca & Nanquim e publisher da editora de mesmo nome, também estará presente.

Além de sessões de autógrafos, os convidados irão participar de bate-papos com o público sobre carreira, métodos de trabalho, influências artísticas, mercado editorial, divulgação de obras e as infinitas possibilidades – estéticas, conceituais e temáticas – dos quadrinhos.

O ESPAÇO HQ conta ainda com uma ala de autores independentes de Brasília – selecionados pelo site especializado em quadrinhos Raio Laser (raiolaser.net) em colaboração com as feiras de publicações Dente e Motim – com as presenças de A Bolha Editora, Caio Gomez, Carlos Lopes (Dorsal Atlântica), Catharina Baltar, Incoerente Coletivo, Max Andrade, Nesteablo Ramos, Pedro D’apremont, revista Flyp, Selo Aerolito, Selo Piqui, Renata Rinaldi, Veronica Saiki e representantes da Motim e da Dente.

A Bienal também oferece oficinas de quadrinhos, com Lucas Gehre, e roteiro para HQs, com Danilo Oliveira e Vitor Camargo de Melo, editores do site Revista Seca. Inscrições podem ser feitas pelo site bbll.com.br.

Na grade de programação do Cine BieNOW, o público poderá assistir a dois longas-metragens com sessões seguidas de bate-papos com os autores das obras que inspiraram os filmes: O cheiro do ralo (2007), adaptação do romance escrito por Lourenço Mutarelli, no dia 18, às 20h; e Tungstênio, longa-metragem adaptado do quadrinho de autoria de Marcello Quintanilha.

Mutarelli, aliás, participa em outro espaço da 4ª BBLL, na programação de debates com escritores e escritoras participantes do evento, de uma mesa intitulada “Fora do seu quadrado”, junto ao jornalista Ronaldo Bressane, para abordar os cruzamentos de quadrinhos e literatura.

 

A 4ª BIENAL BRASIL DO LIVRO E DA LEITURA tem direção geral de Suzzy Souza e curadoria dos jornalistas e escritores Sergio Leo e José Rezende Jr e da tradutora Lídia Luther. A BIENAL está sendo realizada com recursos da Lei Rouanet e da Lei de Incentivo à Cultura do Distrito Federal. É uma realização da Intercult e do Instituto Levanta Brasil, com correalização da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer. Conta com o patrocínio da Net, Teasa, Leonardo da Vinci e apoio da Secretaria de Educação e da Rede Globo.

 PROGRAMAÇÃO

 18 de agosto, às 15h

A história afro-brasileira como inspiração – Marcelo D’Salete comenta como a pesquisa sobre a história do negro no Brasil lhe serviu de base para seus quadrinhos e como o passado brasileiro pode servir de inspiração para a criação de obras que instigam à reflexão e ajudam a entender o presente. Marcelo D’Salete acaba de ser receber o Prêmio Eisner, uma espécie de Oscar do universo dos quadrinhos pelo trabalho da graphic novel Cumbe, em que trata da escravidão. A obra foi lançada no ano passado nos Estados Unidos sob o título “Run for it”.

19 de agosto, às 15h

Quadrinhos alternativos – Uma reflexão sobre os quadrinhos que fogem do convencional – do mais simples ao mais complexo, do mais bizarro ao mais singelo, e com os mais variados temas e abordagens – com quem faz (Cynthia B., autora da graphic novel Estudante de medicina) e quem lança no mercado (Rachel Gontijo, da Bolha Editora) este tipo de material.

20 de agosto, às 19h

Inspiração no cotidiano – Além de produzirem seus próprios trabalhos, Ricardo Coimbra publica na Folha de S. Paulo e Caio Gomez no Correio Braziliense. Como o noticiário, as redes sociais e os acontecimentos do dia a dia pautam a produção de ilustrações, cartuns e tirinhas desses autores? Como refletir, em quadrinhos, de maneira crítica e bem-humorada, sobre tudo isso?

21 de agosto, às 19h

Mercado de quadrinhos – O mercado editorial de HQs está em expansão ou vivendo uma bolha prestes a estourar? O futuro das compras está apenas em lojas on-line? E o que isso muda na vida dos consumidores? Daniel Lopes, do canal de YouTube e editora Pipoca & Nanquim, e o professor de Comunicação e o ilustrador Lima Neto discutem o tema – e, ainda, abordam o que faz um editor de quadrinhos e a quantas anda a divulgação de HQs na internet.

22 de agosto, às 19h

O poder do mangá – O encanto e a influência do mangá serão debatidos por duas autoras influenciadas pelo quadrinho japonês: a paulistana Cristina Eiko e a brasiliense Renata Rinaldi. Além disso, o encontro vai abordar como produzir quadrinhos para o público jovem. Existem premissas a seguir e objetivos a alcançar (e como saber se ele foi alcançado junto a este público específico)?

23 de agosto, às 19h

O Brasil como inspiração – Um bate-papo com Marcello Quintanilha, mediado pelo professor e crítico Ciro Inácio Marcondes (do site especializado Raio Laser), sobre a trajetória do autor – atualmente, um dos mais reverenciados do quadrinho nacional – e como a cultura brasileira (cinema, música, literatura, etc.) se tornou uma marca de suas obras, uma delas, Tungstênio, recentemente adaptada para a tela grande.

24 de agosto, às 19h

Vivendo de quadrinhos – Veterano das HQs nacionais, Gustavo Machado tem quatro décadas de profissão. O jornalista Pedro Brandt (do site especializado em quadrinhos Raio Laser) vai abordar com o desenhista quais são os desafios e as possibilidades de se viver de quadrinhos no Brasil. Gustavo Machado passou por momentos distintos dessa indústria e ilustrou de quadrinhos eróticos até infantis – com os quais, aliás, seu nome é mais associado, já que trabalhou por anos com personagens da Disney, como Zé Carioca, e a versão mirim do quarteto Os Trapalhões. Em 2017, sua HQ em parceria com o roteirista Wander Antunes, Zózimo Barbosa: o corno que sabia demais e outras histórias, sobre um detetive que investiga casos de adultério no Rio de Janeiro dos anos 1950, foi transformada em minissérie produzida pela TV Globo.

25 de agosto:

Às 15h: Quadrinhos em Brasília: desafios e possibilidades – Nestablo Ramos produz quadrinhos autorais e institucionais. Felipe Sobreiro é colorista de editoras estrangeiras como a Marvel Comics. Lucas Gehre publica quadrinhos de forma independente. Neste encontro, autores brasilienses com perfis diversos discutem as possibilidades e os desafios de se trabalhar com quadrinhos em Brasília.

Às 18h30: Apresentação da produção de uma página de HQ, com Gustavo Machado

19/08, às 10h

Fora do seu quadrado: O escritor e crítico Ronaldo Bressane e o escritor, ator, dramaturgo e quadrinista Lourenço Mutarelli falam sobre a fertilização cruzada entre formas de literatura, uma delas, os quadrinhos – ou, como preferem alguns, as graphic novels – vista ainda com desconfiança pelos tradicionalistas.

18/08, às 20h

O cheiro do ralo (2007). Direção de Heitor Dhalia, 112 min, 14 anos – debate com Lourenço Mutarelli após a exibição do filme

22/08, às 20h

Tungstênio. Direção de Heitor Dhalia, 80 min, 16 anos (debate com Marcello Quintanilha após o filme)

QUADRINISTAS

Cristina Eiko

Paulistana formada em Design, Cristina Eiko trabalhou com animação em comerciais e longas-metragens, como O segredo de Kells (2009) e Uma história de amor e fúria (2013). Em 2010, começou a desenhar Quadrinhos A2, junto com seu parceiro Paulo Crumbim, no qual relatam um pouco da intimidade e da rotina do casal. Com ele também criou a Graphic MSP Penadinho – Vida, lançada em 2015. Em 2017, lançou sua primeira HQ solo, Culpa, na coleção Ugritos, da Ugra Press. Atualmente desenha o sexto volume de Quadrinhos A2.

www.quadrinhosa2.com

Cynthia B.

Uma das principais vozes femininas dos quadrinhos brasileiros, Cynthia B. nasceu no Rio de Janeiro, mas criou-se em Hong Kong. Em 2011, formou-se na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro e, logo depois, interrompeu a carreira de médica para trabalhar no estúdio Toscographics, de Allan Sieber. Tem publicado seus quadrinhos em revistas e jornais como Folha de S.Paulo e Piauí. Passou uma temporada artística em Angoulême, cidade francesa onde é realizado o principal festival de quadrinhos da Europa. Editou a revista Golden Shower e lançou, em 2017, o elogiado Estudante de Medicina (Ed. Veneta), no qual relata, de forma franca e bem-humorada, seus anos de faculdade entre as aulas e uma rotina de festas, bebedeiras homéricas, sexo casual e dilemas existenciais. A obra foi lançada simultaneamente no Brasil e na França (com o título de Carabin et caipirinha).

cynthiabonacossa.tumblr.com

Daniel Lopes

Graduado em Ciências Econômicas, o paulista Daniel Lopes (1985) é apresentador do canal de YouTube Pipoca & Nanquim, no qual discorre sobre cultura pop, e um dos sócios e publisher da editora especializada em quadrinhos de mesmo nome, surgida em 2017. É também coautor dos três livros da série “Quadrinhos no Cinema”, lançados pela editora Generale entre 2011 e 2013. Foi editor dos títulos da DC Comics e do selo de quadrinhos adultos Vertigo, publicados pela Panini entre 2012 e 2018. O Pipoca & Nanquim é um canal sobre quadrinhos e cinema surgido em 2009, apresentado por Daniel Lopes juntamente com Bruno Zago e Alexandre Callari. Atualmente, o canal tem mais de 135 mil inscritos e consolidou-se como um dos mais influentes do YouTube nessa área, somando cerca de 16 milhões de visualizações em 750 vídeos.

www.youtube.com/user/pipocaenanquim

Gustavo Machado

Gustavo Machado (Rio de Janeiro, 1958) começou sua trajetória nos quadrinhos em 1977, como assistente de Fernando Bonini, fazendo o n° 1 do gibi do Sítio do Pica-Pau Amarelo. De 1979 a 1982, desenhou histórias em quadrinhos de terror para a Editora Vecchi, do Rio de Janeiro, e quadrinhos adultos para a Grafipar, em Curitiba, onde residiu por três anos. Em São Paulo, trabalhou em estúdios de animação e, de 1988 a 1997, como desenhista contratado da Editora Abril, desenhando quadrinhos de diversos personagens da Disney, a exemplo de O Corcunda de Notre Dame, Hércules, Mulan, Tarzan e, principalmente, Zé Carioca; e de outras franquias como Sergio Mallandro, Gugu e Os Trapalhões, destacando-se a premiada graphic novel Didi volta para o futuro (1991). Com roteiro de Wander Antunes, ilustrou HQs do detetive Zózimo Barbosa, lançadas em 2007 no álbum O corno que sabia demais (Pixel Media). Em 2017, Zózimo Barbosa foi relançado pela Editora Noir e o personagem adaptado para uma minissérie produzida pela TV Globo. Como desenhista, recebeu dois prêmios Abril de Jornalismo, três prêmios Angelo Agostini, dois troféus Dona Beja de Quadrinhos e o Prêmio Angelo Agostini como Mestre do Quadrinho Nacional, em 2015. Também trabalha com ilustrações de livros, publicidade e HQs institucionais. Vive em Londrina (PR), desde 1993.

Marcelo D’Salete

Marcelo D´Salete (São Paulo, 1979) é professor, ilustrador e autor de histórias em quadrinhos. Estudou design gráfico, é graduado em artes plásticas e mestre em história da arte. Publicou o álbum Noite Luz (2008) no Brasil e na Argentina, com histórias urbanas envolvendo uma casa noturna. Cumbe (2014) aborda o período colonial e a resistência negra contra a escravidão no Brasil e foi publicado também em Portugal, França, Áustria, Itália e EUA (pela editora Fantagraphics), indicado ao HQMIX 2015 (categoria desenhista, roteirista e edição nacional) e ao prêmio Rudolph Dirks Award 2017 (categoria roteiro) na Alemanha; selecionado pelo Plano Ler + para leitura em escolas de Portugal; e vencedor do Eisner Awards 2018 (melhor edição americana de material internacional) nos EUA. Em 2016, D’Salete relançou o álbum de quadrinhos Encruzilhada, que trata de violência, jovens negros e discriminação em grandes cidades. A edição anterior do livro foi indicada ao prêmio HQMIX 2012. Angola Janga – Uma história de Palmares (Veneta, 432 páginas, 2017) é o lançamento mais recente do autor. Aborda os antigos mocambos da Serra da Barriga, mais conhecidos como Quilombo dos Palmares. A obra figurou em diversas listas de melhores quadrinhos brasileiros do ano.

www.dsalete.art.br

Marcello Quintanilha

Marcello Quintanilha nasceu em 1971, em Niterói (RJ) e atualmente mora em Barcelona. Autodidata, dono de um traço realista e autor de tramas que buscam inspiração no cinema, na literatura e na história do Brasil, tornou-se quadrinista profissional ainda adolescente, desenhando gibis de terror e artes marciais para a editora Bloch. Na década de 1990, publicou quadrinhos em diversas revistas alternativas. Foi premiado no Salão do Humor de Ribeirão Preto, em 1991, e nas duas primeiras edições da Bienal de Quadrinhos do Rio de Janeiro (1991 e 1993). Em 1999, foi premiado no Salão Carioca de Humor e lançou, pela editora Conrad, seu primeiro livro de quadrinhos: Fealdade de Fabiano Gorila, quando ainda assinava como “Marcello Gaú”. A Conrad publicou mais dois álbuns do autor: Sábado dos meus amores (2009) e Almas públicas (2011). Adaptou o romance O ateneu, de Raul Pompeia, para os quadrinhos, em 2012. Tungstênio foi lançado pela editora Veneta em 2014 e, logo depois, na Espanha, França, Alemanha, Itália e Polônia. Um sucesso internacional que rendeu a Quintanilha diversos prêmios, incluindo o mais importante: o francês Angoulême. A obra virou filme (2018), numa adaptação dirigida pelo cineasta Heitor Dhalia. Outro grande sucesso de vendas e de crítica, Talco de vidro foi lançado em 2015. Em 2016, Quintanilha lançou Hinário nacional, premiado com um Jabuti. Sua publicação mais recente é Todos os santos (2018), coletânea de ilustrações e histórias curtas.

veneta.com.br/autores/marcello-quintanilha

Ricardo Coimbra

O quadrinista Ricardo Coimbra não tem medo de abordar assuntos polêmicos nas tiras que produz. Munido de um humor certeiro e alta dose de niilismo, ele tira sarro de políticos, empresários, proativos, radicais de diferentes perfis entre outros tipos facilmente rotuláveis. O trabalho deste mineiro (Recreio, 1978) radicado em São Paulo vem conquistando seu lugar entre os principais quadrinistas do Brasil. Vida de Prástico, primeira coletânea de suas tiras, foi lançada em 2014. Sua constante produção pode ser acompanhada no blog Vida e Obra de Mim Mesmo, no jornal Folha de S.Paulo e em seus perfis nas redes sociais.

vidaeobrademimmesmo.blogspot.com

OFICINAS

18/08, SÁBADO

11h às 13h: Oficina Desenhando histórias em quadrinhos, com Lucas Gehre – Sala de oficina

14h às 18h: Oficina de escrita criativa: Os elementos básicos da narrativa aplicados às HQs, com Revista Seca – Sala de oficina

15h às 17h: Bate-papo A história afro-brasileira como inspiração, Marcello D’Salete – Espaço HQ

19/08, DOMINGO

11h às 13h: Oficina Desenhando histórias em quadrinhos, com Lucas Gehre – Sala de oficina

14h às 18h: Oficina de escrita criativa: Os elementos básicos da narrativa aplicados às HQs, com Revista Seca – Sala de oficina

15h às 17h: Bate-papo Quadrinhos alternativos, com Cynthia B. e Rachel Gontijo – Espaço HQ

20/08, SEGUNDA-FEIRA

19h às 21h: Bate-papo Inspiração no cotidiano, com Ricardo Coimbra e Gaio Gomes – Espaço HQ

21/08, TERÇA-FEIRA

19h às 21h: Bate-papo Mercado de quadrinhos, com Daniel Lopes e Lima Neto – Espaço HQ

22/08, QUARTA-FEIRA

19h às 21h: Bate-papo O poder do mangá, com Cristina Eiko e Renata Rinaldi – Espaço HQ

23/03, QUINTA-FEIRA

19h às 21h: Bate-papo O Brasil como inspiração, com Marcello Quintanilha e Ciro Inácio Marcondes – Espaço HQ

24/08, SEXTA-FEIRA

19h às 21h: Bate-papo Vivendo de quadrinhos – Gustavo Machado e Pedro Brandt – Espaço HQ

25/08, SÁBADO

11h às 13h: Oficina Desenhando histórias em quadrinhos, com Lucas Gehre – Sala de oficina

14h às 18h: Oficina de escrita criativa: Os elementos básicos da narrativa aplicados às HQs, com Revista Seca – Sala de oficina

15h às 17h: Bate-papo Quadrinhos em Brasília: desafios e possibilidades, com Nestablo Ramos, Felipe Sobreiro, Lucas Gehre e Gabi LoveLove6

18h30 às 20h30: Apresentação da produção de uma página de HQ, com Gustavo Machado – Espaço HQ

26/08, DOMINGO

11h às 13h: Oficina Desenhando histórias em quadrinhos, com Lucas Gehre – Sala de oficina

14h às 18h: Oficina de escrita criativa: Os elementos básicos da narrativa aplicados às HQs, com Revista Seca – Sala de Oficina

Assessoria de imprensa (exclusivo para jornalistas): Objeto Sim Projetos Culturais

Tels: (61) 3443. 8891 e (61) 3242. 9805 (fone/fax)

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!