EnglishJapanesePortugueseSpanish

Artesanato do Distrito Federal tem destaque na tradicional Feira do Morango


A 25ª edição do evento acontece em Brazlândia e marca o período de safra da fruta. A Setur-DF estará presente com estande para divulgar pontos turísticos do DF e produtos do artesanato local

feira do morango Artesanato do Distrito Federal tem destaque na tradicional Feira do MorangoAutoridades do Governo do Distrito Federal na Abertura do 25ª Feira do Morango de Brasília-
Foto: Renato Braga/Setur-DF

A Secretaria de Turismo do DF (Setur-DF) estará representada na 25ª Feira do Morango de Brasília por meio de um estande que vai oferecer roteiros turísticos em forma de mini guias e produtos do artesanato local. O evento que acontece tradicionalmente na cidade de Brazlândia foi aberto nesta sexta-feira (03/09) e segue até o dia 07, em seguida, de 10 a 12/09. A abertura contou com a presença do vice-governador, Paco Britto, da secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, do secretário de Agricultura, Candido Teles, do secretário de Pessoas com Deficiência, Flávio Rodrigues, da secretária de Estado da Mulher, Ericka Filippelli, e do deputado distrital, Iolando Almeida..

O Vice-Governador do Distrito Federal, Paco Britto, destacou a alegria com a retomada da feira. ”Estamos felizes em retomar essa grande tradição da cidade, com essa festa que atrai brasilienses de todas as cidade, para desfrutar da festa e festejar as colheitas. Hoje, cerca de 300 famílias cultivam morango no Distrito Federal e, aproximadamente 90% do total, são da região de Brazlândia. Precisamos ressaltar os produtores rurais que, durante o período de pandemia, não pararam nem um segundo, garantindo a alimentação.

Durante seu discurso, o vice-governador destacou o momento em que recebeu de uma das artesãs, os agradecimentos pela atuação do governo em dar atenção à categoria. “Fui parabenizar uma artesã e foi ela que me parabenizou dizendo que nunca alguém havia se preocupado com elas e em nosso governo isso mudou. Por isso, parabenizo a secretária Vanessa Mendonça que vem fazendo um trabalho incrível levando Brasília para o Brasil e para o Mundo. O vice-Governador também participou da cerimônia de abertura do estande da Setur-DF na feira.

feira do morango1 Artesanato do Distrito Federal tem destaque na tradicional Feira do MorangoInauguração do estande da Secretaria de Turismo na 25ª Feira do Morango.
Foto: Renato Braga/Setur-DF

O estande da Setur-DF contou a participação de 12 artesãs que vão expor os seus produtos durante todo o período do evento. A seleção ocorreu por meio de um edital Chamamento Público. A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, disse que “a Feira do Morango, assim como a Feira da Uva e do Vinho que aconteceu no final de julho a início de setembro, marcam a retomada de eventos e colaboram para a promoção do turismo do DF”, afirmou a secretária.

O estande da Setur-DF visa dar visibilidade ao turismo local e ao artesanato, que representa a alma da cidade. O visitante terá acesso aos oito mini guias impressos com roteiros segmentados. São eles: Rota Cívica, Rota da Paz, Rota da Cultura, Rota da Diversão, Rota do Cerrado, Rota Náutica, Rota Arquitetônica, a Rota Fora dos Eixos e Planaltina na Rota do Turismo. Além disso, produtos do artesanato do DF serão comercializados no local, fomentando o segmento.

feira do morango2 Artesanato do Distrito Federal tem destaque na tradicional Feira do MorangoSecretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, e Vice-Governador Paco Britto,
visitam estande da Setur-DF. Foto: Renato Braga/Setur-DF

Artesanato

Os visitantes poderão de forma inédita adquirir produtos do artesanato local no estande da Setur-DF como no Salão de Artesanato, espaço estreante nesse evento. 90 artesãos estão expondo e comercializando produtos em um galpão exclusivo para o artesanato.
Para a Secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, esse espaço é uma conquista. “Os nossos artesãos merecem esse cuidado e esse espaço privilegiado para comercializarem seus produtos. Não houve um dia em que a palavra artesanato deixou de ser trabalhada, seja pela qualificação ou pela busca de novos espaços e formas para o artesão em nossa gestão”, afirma a secretária.

A professora aposentada, Telma Carvalho dos Santos (68), é artesã profissional há 15 anos. Ela comercializa seus produtos feitos em crochê e macramê nas feiras e eventos da cidade. Este é o sexto ano que a artesã participa da Feira do Morango. “É uma oportunidade maravilhosa para gerar emprego e renda, fazer amigos, conhecer pessoas, a vida fica diferente trabalhando na festa do morango”, avaliou Telma.

“Nós artesãos chamamos a Festa do Morango de nosso 13° salário. Trabalhamos sonhando por seis meses para chegar até o dia da abertura. É nestes dias de evento que faturamos para o equilíbrio financeiro de fim de ano”, declarou a mestre-artesã e coordenadora dos Artesãos da Praça do Relógio, Terezinha de Jesus Pereira Victor. Segundo ela, alguns artesãos chegam a faturar R$15 mil em um único dia.

Terezinha destacou ainda o trabalho da Secretaria de Turismo do DF com os artesãos da região. “A secretária Vanessa Mendonça tem feito um trabalho diferenciado, não existe diferença entre os pequenos e grandes ou lugar. Todos têm sido olhados nas suas necessidades”, afirmou a mestre-artesã.

Feira do Morango

Os visitantes poderão comprar e experimentar frutas in natura, doces e sucos. Haverá também estandes com flores e outras plantas destinadas ao paisagismo. A Feira do Morango está estruturada com mais de 200 estandes, dividindo-se em duas praças de alimentação, Salão da FloraBraz (flores e plantas ornamentais), Morangolândia (morangos, tortas, bolos, bombons e licores) e o Salão de Artesanato.

O administrador de Brazlânda, coronel Josiel Costa Rosa, falou sobre o desafio de manter a tradicional festa do morango em um período delicado, e ressaltou a parceria com a Secretaria de Turismo para a expansão da feira.

“Essa feira já é uma tradição, e quando assumimos a administração de Brazlândia procuramos dar continuidade, tentando sempre melhorar a qualidade da festa e do atendimento ao público. Criamos uma comissão quase permanente de atenção às nossas festas, devido a situação de pandemia, tivemos que adequar para feiras. A expectativa de retomada, devido a flexibilização dada pelo governador Ibaneis, é de um público ainda um pouco tímido, mas com bastante segurança. Temos uma parceria muito efetiva com a Setur-DF, no sentido de fazer com que esse espaço fosse não somente um espaço para o produtor, mas também, um espaço para a projeção do Turismo na capital do Brasil”, declarou o administrador.

Secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, ao lado do Administrador de Brazlândia, coronel Josiel Costa Rosa Setur-DF. Foto: Renato Braga/Setur-DF

Dentre as atrações desta edição destacam-se o “Colha e Pague”, os concursos de receitas e a Mostra de Morangos de Brasília, onde os produtos passarão pela avaliação de uma comissão julgadora. A opção Colha e Pague já ocorreu em edições anteriores. Nela, pode ir até uma propriedade colher morangos, que podem ser consumidos na hora ou levados para casa. No local, ele também receberá suco e lanche feitos com a fruta.

A realização da feira é da Associação Rural e Cultural de Alexandre de Gusmão (Arcag) e tem a organização pelo Instituto Rosa dos Ventos. O objetivo é apoiar os produtores locais com a divulgação da produção local durante o período da safra.

O presidente da Associação Rural e Cultural Alexandre Gusmão (ARCAG),Shoji Saiki, agradeceu ao GDF pelo apoio na retomada da feira e prestou uma homenagem aos produtores vítima da covid. “É uma alegria poder estar aqui, abrindo a 25ª feira do morango. Quero agradecer ao governo do Distrito Federal pela colaboração em transformar essa festa nessa proporção. Perdemos muitos entes queridos durante a pandemia, e hoje eu quero homenageá-los e agradecer o empenho de todos para a realização da nossa feira. Muito obrigado”, gradeceu o presidente com bastante emoção.

No Distrito Federal, cerca de 200 famílias são responsáveis pelo cultivo da fruta e aproximadamente 95% deste total é da região de Brazlândia. O DF é responsável por 150 hectares de plantação de morango e a safra está estimada em 4,5 mil toneladas, que devem gerar uma receita bruta R$ 50 milhões.

Secretário de Agricultura do Distrito Federal, Candido Teles, também participou da abertura e celebrou a retomada do evento. “Estamos reaprendendo a viver. O ano passado fomos privados dessa solenidade, e esse ano, com a Graça de Deus e tudo que o governo tem feito, e inclusive a sociedade usando máscaras, nós estamos podendo realizar essa festa do morango, O governo tem feito sua parte, cedendo as terras, a tecnologia a extensão, e todo esse sucesso é porque tem a mão do povo do campo com a mão do governo”.

Secretaria de Turismos Vanessa Mendonca e astesas na feira do morango. Foto Renato Braga Setur DF Artesanato do Distrito Federal tem destaque na tradicional Feira do Morango

A 25ª Feira do Morango tem o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF (Emater-DF); das secretarias de Turismo, de Deficiência e de Economia; da Federação da Agricultura e Pecuária do DF e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do DF (Senar-DF).

Fonte: SETUR/DF
Fotos: SETUR/DF

Por: visitebrasilia
Data: 05/09/2021


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!