EnglishJapanesePortugueseSpanish
19.09.2020

CineBaru – Mostra Sagarana de Cinema | 2020 | 4ª edição online – 23.set a 04.out

%name CineBaru Mostra Sagarana de Cinema | 2020 | 4ª edição online 23.set a 04.out

A 4ª edição do CineBaru – Mostra Sagarana de Cinema acontece entre os dias 23 de setembro e 04 de outubro trazendo novidades. Além de suas já conhecidas mostras, serão lançados 10 filmes produzidos por moradores da região selecionados pelo Prêmio Estímulo à produção de curtas-metragens e o podcast  FalaBaru, produzido por jovens de Sagarana e Chapada Gaúcha, em parceria com o Instituto Rosa e Sertão. Excepcionalmente online, a programação deste ano exibe a Mostra Competitiva Regional (23 a 27 de setembro) com 23 curtas-metragens produzidos em MG, BA, GO e DF; e a Mostra Sertãozin (30 de setembro a 04 de outubro), voltada ao público infanto-juvenil, com filmes e contação de histórias.

O CineBaru leva às telas um olhar sobre Tradição, Mestras e Mestres, Cidade e Sertão, Mulheres no Sertão, Meio Ambiente e a luta pela Terra e pela Água, Agroecologia, Segurança Alimentar, Cinema e Ativismo, Literatura Roseana, Comunidades e Povos Tradicionais, entre outros. Além disso, busca fortalecer o movimento de combate às desigualdades ainda profundamente enraizadas em nossa sociedade, bem como dentro da própria produção cinematográfica nacional, seguindo a diretriz de promover filmes dirigidos e/ou protagonizados por mulheres, negras e negros, indígenas e LGBTQIA+.

Na sua 3ª edição, a Mostra alcançou a marca de quase 100 filmes exibidos e cerca de 400 inscritos desde 2017. Neste ano de 2020, recebeu 155 inscrições de filmes curtas-metragens, dos quais 23 foram selecionados para a Mostra Competitiva e 9 para a Mostra Sertãozin.

Podcast FalaBaru e Prêmio Estímulo à produção de curtas-metragens


O CineBaru inaugurou em maio duas importantes ações de desenvolvimento socioculturais e de comunicação no território: a criação do podcast FalaBaru, feito por jovens bolsistas da Comunidade de Sagarana e região, uma parceria com o Instituto Cultural e Ambiental Rosa e Sertão, e o Prêmio Estímulo à produção de curtas-metragens, voltado para realizadores do território com a produção de 10 curtas-metragens de até 5 minutos. Para ambas ações, foram realizadas formações por meio de vídeos e áudios e um apoio financeiro para fomentar as produções que abordam temáticas relacionadas aos direitos humanos nesse contexto específico de Brasil. Os filmes produzidos pelo Prêmio Estímulo estreiam nesta edição da mostra. 

Financiamento coletivo

Todos os anos, o CineBaru lança uma Campanha de Financiamento Coletivo para viabilizar sua realização. É com a ajuda de amigos, parceiros e benfeitores que a Mostra Sagarana de Cinema se consolidou no calendário cultural do noroeste do estado de Minas Gerais, sendo, atualmente, a maior mostra de cinema independente dessa região, dialogando com as fronteiras do sertão e viabilizando um alcance de público entre os estados vizinhos. Este ano, as contribuições podem ser feitas por meio do  https://cinebaru.wordpress.com/financiamento-colaborativo-04/

A programação pode ser conferida em nossas redes:

Site:  www.cinebaru.wordpress.com

O novo site será lançado no dia 21/09: http://www.cinebaru.com.br/

Página no facebook: facebook.com/cinebaru

Perfil no instagram: @cinebaru

Conheça mais sobre o CineBaru:

Carta para a edição.

CINEMA, GERAIS E BARUS” – CINEBARU NA TELA

Nosso sonho de cinema ecoou tanto que até nasceu um filme sobre o CineBaru. O documentário Cinema, Gerais e Barus, do diretor Bruno Graziano, foi lançado logo após a realização da primeira edição da Mostra. O texto “CineBaru: a utopia num chão de terra” apresenta o filme.

Na 2ª edição, lançamos o Manifesto Desejos de sementes de um Festival” escrito pelas muitas mãos do nosso coletivo que idealiza e produz a Mostra.

Outras telas e ações:

– Mostra CineBaru no CCBB Brasília, na ocasião da Virada Cultural do Cerrado (setembro | 2019) – Exibição de uma seleção de filmes da curadoria das 3 edições da Mostra competitiva e da Mostra Sertãozin

– Mostra CineBaru na programação da Residência Artística Cerrado EcoArte, em Brasília (julho | 2019) – Exibição de 9 curtas de curadoria do CineBaru

– Mostra CineBaru no Cinemafro, na UNICAMP (maio | 2019) – Exibição de 4 curtas de curadoria do CineBaru + rodas de prosa

– Mostra CineBaru na Virada Sustentável de Valinhos, em São Paulo (abril | 2019) – Exibição de 6 curtas de curadoria do CineBaru

– Exibição de filmes e divulgação durante O Caminho do Sertão, em Sagarana (julho/2018)

O Sertão Baiangoneiro

A proposta é desconstruir fronteiras e construir afetos para pensar esse território baiangoneiro social e culturalmente, para além dos limites riscados nos mapas. Pensar o Sertão, o Gerais da trijunção do Cerrado Central por meio da beleza e sensações. Desterritorializar o que outrora fora considerado menor, para territorializar em um novo pedaço de terra que carrega o nome de semente.

Assim, integrar o território a partir da vila de Sagarana é olhar para esse contexto da região de fronteira entre os três estados (MG, BA, GO), primeiro adequando o CineBaru a conceitos locais dessa integração, como o termo ‘baiangoneiro’ e o Mosaico Veredas – Peruaçu na margem esquerda do rio São Francisco (Norte/Noroeste mineiro e o Sudoeste baiano); segundo, porque não faria sentido Sagarana e o Noroeste do estado olharem rumo ao Sul, para as Minas, e não para a identidade geraizeira e dos povos do Cerrado e da Caatinga, essa que extrapola os limites do mapa político; e terceiro por acreditar numa articulação artística, cultural e, no caso específico, audiovisual que ocupe um espaço de produção e exibição de filmes independente dos fluxos de Belo Horizonte, Goiânia, Salvador, Brasília ou outros polos distantes geográfica e/ou socialmente.

Parcerias

Prêmio Aquisição de Acervo Sesc Tv (2018 a 2020)

Quem faz:

O CineBaru surge de uma articulação idealizada por um coletivo de caminhantes do projeto O Caminho do Sertão, evento anual que propõe uma caminhada sócio-eco-literária baseada na obra de João Guimarães Rosa e nas pautas dos Gerais de Minas. Caminhantes de diversas edições do projeto, organizados dentro do coletivo Ecos do Caminho, mantêm uma sede em Sagarana, onde realizam há cinco anos atividades culturais, sociais e ambientais, tal como as três edições do CineBaru, respectivamente em 2017,  2018 e 2019, além da 7ª edição do Festival Sagarana, no ano de 2015.

Desta forma, o CineBaru se coloca como uma iniciativa independente dentro de um processo de constante convivência com as comunidades locais nos últimos anos. Uma parceria do Ecos do Caminho com instituições e organizações sociais (OSCs) do Território Baiangoneiro, somando anseios com os próprios moradores, que fortalecem a iniciativa compondo os esforços de produção para oferecer alimentação, hospedagem e apoio logístico em geral.

Idealização, Produção, Curadoria: Coletivo Ecos do Caminho, Instituto Rosa e Sertão, Etcetera.Arte

Serviço: 

4° CineBaru – Mostra Sagarana de Cinema 

23 de setembro a 04 de outubro

Mostra Competitiva Regional – 23 a 27 de setembro

Mostra Sertãozin – 30 de setembro a 04 de outubro

Prêmio Estímulo – Lançamento dos curtas-metragem – 23 de setembro

cinebaru.com.br | gratuito 

Fonte: Comunicação CineBaru

Cidade
Data
Adultos
Crianças
Bebês

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!