EnglishJapanesePortugueseSpanish
20.11.2020

Dia da consciência negra: Discriminação é crime

No Dia Nacional da Consciência Negra, a polícia civil do DF oferece canais para vítimas comunicarem crimes de injúria e racismo

Por Luan Gabriel

Hoje, sexta-feira (20/11), é o Dia Nacional da Consciência Negra e a Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP) lembra a importância da denúncia de crimes de injúria e racismo. Pelo menos duas denúncias por dia aconteceram de janeiro a outubro nas delegacias.

Dentro dos dez primeiros meses deste ano já se somam 325 ocorrências, no mesmo período de 2019, foram registrados 367. Esses são os dados referentes ao crime de injúria racial, quando a ofensa cometida atinge a honra de alguém com utilização de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem.  

Já os crimes de racismo contabilizados chegaram à marca de dez neste ano e em 2019, dois. De acordo com a lei, racismo implica conduta discriminatória, também em razão da raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, dirigida a determinado grupo.

A denúncia pode ser feita presencialmente em qualquer delegacia, 24 horas por dia, ou na Decrin, que funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 19h, no Departamento de Polícia Especializada (DPE), próximo ao Parque da Cidade. Outros canais, que preservam a identidade da vítima, são:

  • Telefone: 197 opção zero;
  • E-mail: denuncia197@pcdf.df.gov.br;
  • WhatsApp: (61) 98626-1197.

 

%name Dia da consciência negra: Discriminação é crime
Foto: Divulgação

Cidade
Data
Adultos
Crianças
Bebês

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!