EnglishJapanesePortugueseSpanish

Emissão Especial Sistema Solar  


folha selos sistema solar p Emissão Especial Sistema Solar  

Os Correios lançam no sábado (07) bloco de selos com o tema “Sistema Solar”. O evento, que integra o calendário oficial das comemorações dos 60 anos da capital federal, será realizado no Planetário de Brasília, às 17h30, com a presença de autoridades nacionais e estrangeiras, filatelistas e comerciantes filatélicos.

Na ocasião haverá abertura da exposição Universo em Selos, que poderá ser visitada até o final de abril no andar térreo do planetário. Nesse mesmo período, serão realizadas oficinas filatélicas gratuitas para os interessados em iniciar sua coleção de selos.

Esta é a primeira vez que a filatelia brasileira retrata o Sistema Solar. Por meio desta emissão, os Correios esperam contribuir para divulgar amplamente o conhecimento sobre este assunto de grande importância para o mundo científico e para toda a humanidade.

Sobre o selo
A emissão Sistema Solar é composta por uma folha com nove selos representando o espaço sideral, com muitas estrelas, nebulosas coloridas ao fundo e o nosso sistema em primeiro plano. O valor de cada selo varia de R$ 0,20 a R$ 2,25, totalizando R$ 12,25. A tiragem é de 450 mil selos.

O desenho dos planetas, suas cores e texturas foram criados com base em referências da Nasa. À esquerda aparece o Sol e, em sequência, respeitando a ordem das órbitas dos planetas, aparecem Mercúrio, Vênus, Terra e Lua, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Na criação do bloco, o designer Meik utilizou a técnica de arte digital. Já no processo de impressão o diferencial ficou por conta do verniz localizado aplicado sobre as órbitas dos planetas.

Os selos podem ser adquiridos nas principais agências dos Correios, na loja virtual (www.correios.com.br/correiosonline) ou na Agência de Vendas a Distância – Av. Presidente Vargas, 3.077 – 23º andar, 20210-973 – Rio de Janeiro/RJ – telefones: (21) 2503-8095/8096; e-mail: [email protected].

Sistema Solar
O Sistema Solar, que se estima tenha 4,6 bilhões de anos, originou-se a partir de uma nuvem molecular que entrou em colapso e formou o Sol, com um disco remanescente em volta a partir do qual se geraram os demais corpos. Sua estrutura tem sido objeto de estudo desde a antiguidade, mas apenas no século XVI foi reconhecido que o Sol, e não a Terra, está no centro.

Desde então, a evolução dos equipamentos de pesquisa astronômica tem possibilitado uma melhor compreensão da origem e evolução do nosso sistema, que é constituído pelo Sol e todos os corpos celestes que o orbitam, seja em forma direta, como os planetas e outros corpos menores, ou em forma indireta, como os satélites naturais. Trata-se de um sistema dinâmico em que os corpos estão continuamente interagindo entre si, principalmente através da força da gravidade.

Hoje em dia, o Sol e todos os planetas têm sido visitados por pelo menos uma sonda espacial, seja orbitando-os ou descendo na sua atmosfera ou superfície. Vênus e Marte são os que detêm o recorde de visitas. Sondas também têm visitado alguns satélites, particularmente a Lua, com mais de 70 missões acumuladas, além de 2 planetas anões, 15 asteroides e 8 cometas. A exploração espacial tem permitido obter detalhes sem precedentes, através de imagens e dados com uma precisão nunca antes alcançada.

Exposição Universo em Selos

A exposição reúne selos postais brasileiros e de outros países relacionados a astronomia, astrofísica e exploração do espaço. O objetivo é divulgar informações sobre esta temática por meio da filatelia, demonstrando que a arte de colecionar selos pode levar ao seu praticante curiosidades e pesquisas a respeito do universo e de sua história. A difusão da ciência por parte dos selos postais é uma maneira de contribuir para a construção de uma “cultura científica” junto à sociedade, contribuindo, assim, para o exercício da democracia (SALCEDO, 2010, p.41).

A exposição está dividida em cinco eixos temáticos: 1) Estudiosos e Pesquisadores do Universo;

2) A Conquista do Céu e do Espaço;

3) O Brasil e a exploração espacial;

4) O espaço e as comunicações: satélites e

5) Sistema solar. Por meio destes eixos, se destacam a variedade de selos do Brasil e do mundo que propagam e dão uma representação única à relação do homem com o cosmos.

Oficinas filatélicas

A oficina filatélica possibilita o primeiro encontro das pessoas com o selo postal e tem por objetivo formar novos colecionadores. Monitores apresentam aos participantes a finalidade dos selos e sua breve história no Brasil e no mundo, além dos cuidados quese deve ter ao manuseá-los. Também na oficina os participantes aprendem a identificar, com o apoio de uma lupa, os detalhes dos selos, como ano e nome da emissão e crédito do artista que criou a arte da peça.

As atividades são realizadas com selos postais de temas e formatos variados disponibilizados em uma caixa. Os participantes são orientados a procurarem os selos de seu interesse e iniciarem a sua coleção, que pode ser por tema, por data de emissão ou outra. Também é possível montar quebra-cabeça, reunindo selos em formato de quadras e sextilhas que foram separados pelo picote. Ao final da oficina, cada participante leva para casa de 10 a 15 selos, além da pinça utilizada para manuseá-los.

Fonte : Correios

Por: visitebrasilia
Data: 06/03/2020


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!