Brasília em um Único lugar.

13.06.2018

FUNDAÇÃO BRASIL MEU AMOR TRAZ PARA BRASÍLIA O ESPETÁCULO “JK UM REENCONTRO COM O BRASIL”

jk 1024x682 FUNDAÇÃO BRASIL MEU AMOR TRAZ PARA BRASÍLIA O ESPETÁCULO JK UM REENCONTRO COM O BRASIL

Visto por mais de 8 mil pessoas, a obra terá apresentações nos dias 28, 29 e 30 de junho, no Museu Nacional da República, às 20h. A história de Juscelino Kubitschek  também será retratada em exposição e livro    

Glaucia Nasser é a intérprete do espetáculo da Fundação Brasil Meu Amor

A Fundação Brasil Meu Amor (FBMA) traz para o berço da inspiração da obra o espetáculo “JK: Um Reencontro com o Brasil”. Capital Federal e símbolo máximo do desenvolvimentismo e dos novos tempos em que o Brasil estava ingressando com Juscelino Kubitschek, Brasília terá três apresentações do espetáculo: nos dias 28, 29 e 30 de junho, às 20h, no Auditório 1 do Museu Nacional da República.

 O espetáculo retrata através de projeções e canções como “Um Índio” (Caetano Veloso), “Lamento Sertanejo” (Gilberto Gil, Dominguinhos) e “Daqui Pra Frente” (Glaucia Nasser, Tiago Vianna, A. Lemos), entre outras obras consagradas da MPB, interpretadas pela cantora e cofundadora da FBMA, Glaucia Nasser, a trajetória, a obra e o amor de JK pelo Brasil.

 O intuito da Fundação é levar os espectadores a uma viagem pela história de superação de Juscelino Kubistchek e de tantos outros brasileiros de coração que fizeram do país uma referência para o mundo. “Queremos levar uma mensagem de esperança para conectar cada pessoa da plateia à “alma do Brasil”, relembrando a fé, a alegria de ser brasileiro e a confiança de que nosso país pode ser o melhor lugar do mundo”, conta Glaucia Nasser.

 O espetáculo estreou com grande sucesso em Brasília (DF) em maio de 2017 e já passou por cidades como Curitiba (PR), Campinas (SP), Belo Horizonte (MG) e mais uma série de cidades do interior mineiro, somando mais de 8 mil espectadores. A obra une música, artes cênicas e visuais em uma experiência inesquecível, que oferece um resgate da história de nosso país e o apresenta como o caleidoscópio que é, com sua poesia, o talento de sua gente e sua natureza exuberante.

 A Direção Musical & Arranjos é de Paulinho Dáfilin. Glaucia é acompanhada pelos músicos Fernando Nunes (baixo), Pedro Cunha (teclados e acordeon), Chrys Galante e Leandrinho Vieira (percussão), Thiago Gomes (bateria), Guiza Ribeiro (guitarra e violões), Jonas Moncaio (violoncelo) e Paulo Dáfilin (violões).

 “JK: Um Reencontro com o Brasil” convida o público a construir um novo Brasil,   um sonho que hoje parece impossível, trazendo à tona o melhor do País e a esperança em transformar sua realidade.

A entrada para o espetáculo é 1kg de alimento não perecível e a classificação indicativa é livre. O espetáculo tem início às 20h, no Auditório 1 do Museu Nacional da República (Setor Cultural Sul, Lote 02, Brasília). Os ingressos serão distribuídos a partir das 18h, na entrada térrea do Museu do Nacional. Informações através do email: contato@brasilmeuamor.org.br ou pelo telefone: (61) 99185-2389.

CGF8881 FUNDAÇÃO BRASIL MEU AMOR TRAZ PARA BRASÍLIA O ESPETÁCULO JK UM REENCONTRO COM O BRASIL

“O silêncio que grita” – Exposição e lançamento do livro

Além do espetáculo, a Fundação Brasil Meu Amor traz para Brasília a exposição “O silêncio que Grita”. Realizada no Museu Nacional da República, a mostra traz imagens que unem os povos e grandes sonhadores, apagando a linha imaginária do tempo. De olhos abertos, perdemos o limite do chão. Esta viagem é também um grito de alerta: O Brasil livre, sonhado por JK e tantos outros, precisa de todos nós, novos candangos para cumprir o destino de ser o melhor país de mundo.

A exposição será realizada de 15 junho a 29 de julho e estará aberta de terça à domingo, das 9h às 18h30, na Galeria Térreo do Museu Nacional da República. As  imagens e frases contarão a história do mundo desde o Iluminismo até a fundação de Brasília, incluindo retratos do universo indígena, dos candangos que construíram a Capital Federal e de Juscelino Kubitschek contracenando com todos.

Em conjunto com o espetáculo e a exposição, a Fundação lançará o livro que inspirou e leva o mesmo nome da mostra: “O silêncio que grita”, de autoria de Jean Obry. O coquetel que apresentará o livro será realizado no dia 28 de junho, às 18h30. O autor vai autografar sua obra a partir das 16h, também na Galeria do Térreo do Museu Nacional da República. Nos dias 29 e 30 de junho, no mesmo local, também haverá tarde de autógrafos a partir das 16h.

A obra, que tinha como ponto de partida contar a história de um homem, Juscelino Kubitschek de Oliveira, se multiplicou. O autor, que esteve presente no sepultamento de JK, se debruçou por mais de 15 anos em pesquisas e percebeu que a alma de Juscelino se mescla e fica totalmente incorporada à vida de seu país; um homem completamente apaixonado e integralmente dedicado a valorizar o seu povo, suas instituições e a sua história.

Sem intenção de criar um novo mito sobre Juscelino, Jean Obry afirma que, antes, pretende “livrá-lo do mito injusto que lhe foi imposto, e que prejudica essencialmente o nosso Brasil moderno, para restituir enfim o seu valor como um homem que se dispôs a servir seu País e que por isso tem seu lugar verdadeiro e marcante.”

Entre os assuntos retratados no livro, o autor refuta uma série de imputações feitas a JK: “Sofreu acusações de ser a quinta maior fortuna do planeta, de ser corrupto, de ter as contas do País mascaradas, de ter falido o Brasil e muitas outras inépcias. As CPIs, as diferentes pesquisas reforçaram o tempo toda a inexistência de qualquer embasamento elementar, mesmo que sutil, em todas essas acusações”, escreve Jean Obry em um trecho de “O silêncio que grita”.

Jean Obry é humanista, um experimentador da vida, com uma formação bastante eclética e ampla, que lhe permitiu se aprofundar em diversos campos do conhecimento, dentre os quais Psicossomática, Grafologia, Psicanálise e Sociologia. Atualmente, preside a Federação Brasileira de Grafologia Crepièux-Jamin e é o Presidente da Fundação BRASIL MEU AMOR, da qual foi idealizador e criador.

Mais sobre a Fundação: www.brasilmeuamor.org.br

 Discografia:

Ficha Técnica do espetáculo: “JK Um Reencontro com o Brasil”

Iniciativa e Direção Geral: Fundação Brasil Meu Amor – FBMA

Cantora, Intérprete & Compositora: Glaucia Nasser

Direção Musical e Arranjos: Paulinho Dáfilin

Banda: Fernando Nunes (baixo), Pedro Cunha (teclados e acordeon), Chrys Galante e Leandrinho Vieira (percussão), Thiago Gomes (bateria), Guiza Ribeiro (guitarra e violões), Jonas Moncaio (violoncelo) e Paulo Dáfilin (violões).

Direção Artística e Técnica, Cenografia e Figurino: Julio Cesarini

Vídeo Cenógrafos: Carlos Pedreanez, Lucca Del Carlo e Rodrigo Gava

Iluminação: Marcela Katzin e Renan Bock

VJ: Rodrigo Gava

Operação de Luz: Marcela Katzin

Operação de Som (Monitor): Waltão Silva

Operação de Som (PA): Fernando Leite

Roadie: Renan Andrade

Cenotécnicos: Wanderley Silva e Fernando Zimolo

Assistente de Produção: Matheus Rezante

Produção: Amanda Leones – Versa Cultural

Assessoria de Imprensa: eComunica

 Realização Fundação Brasil Meu Amor, Museu Nacional da República, Secretaria de Cultura e Governo de Brasília.

 Serviço do espetáculo

“JK, Um Reencontro com o Brasil”

Data: 28, 29 e 30  de junho

Horário:20h | Duração: 1h20 min

Local: Auditório 1 do Museu Nacional da República (Setor Cultural Sul, Lote 02, Brasília)

Ingresso: Entrada franca (1 quilo de alimento não perecível). Distribuição de ingressos a partir das  18h, na entrada térrea do museu.

Classificação indicativa: Livre

Serviço da exposição

“O Silêncio que grita”

Data: de 15 de junho à 29 de julho de 2018 , de terça à domingo 09:00 às 18:00

Horário: 09:00 às 18:00

Local: Galeria Térrea do Museu Nacional da República (Setor Cultural Sul, Lote 02, Brasília)

Ingresso: Entrada franca (1 quilo de alimento não perecível)

Classificação indicativa: Livre

 Serviço do lançamento e tarde de autógrafos

Livro “O Silêncio que grita”, de Jean Obry

Data: 28, 29 e 30  de junho

Horário: às 16h, com coquetel de lançamento dia 28, às 18h30

Local: Galeria Térrea do Museu Nacional da República (Setor Cultural Sul, Lote 02, Brasília)

Ingresso: Entrada franca (1 quilo de alimento não perecível)

Classificação indicativa: Livre

Informações para a imprensa

eComunica

Ellen Bileski

ellen@agenciaecomunica.com.br

11 993269593

Marcela de Genaro

marcela@agenciaecomunica.com.br

21 98286-0177

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!