EnglishJapanesePortugueseSpanish

Fazendinha JK celebra aniversário de 119 do idealizador de Brasília


%name Fazendinha JK celebra aniversário de 119 do idealizador de Brasília

Última residência do estadista tem preservados objetos pessoais e mobília original. Para celebrar o dia especial, os proprietários da propriedade oferecem almoço com o cardápio predileto do estadista

No aniversário do 119º ano de nascimento de Juscelino Kubistchek, o fundador de Brasília, a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, e a diretoria da Aliança das Mulheres que Amam Brasília (Amabrasília) foram recebidas pelos proprietários da Fazendinha JK, Rosana de Queiroz Servo e Antônio Henrique Belisário Servo, na tarde deste domingo (12/09).

O encontro teve o objetivo de celebrar a data e foi coroado com almoço onde foi servido o prato predileto do ex-presidente: pernil suíno à pururuca, farofa de bacon com banana frita, tutu à mineira, frango caipira e creme de milho verde. De sobremesa, doce de leite com goiabada cremosa.

Para a secretária Vanessa Mendonça, “celebrar o aniversário de JK é ressignificar a história de Brasília, essa história que é única e que trouxe brasileiros para construir e realizar esse sonho. Só um homem com a sua coragem e grandeza podia construir uma cidade em mil dias. Além disso, fortalece nossos propósitos, os propósitos do nosso governo, um governo de ação liderado pelo governador Ibaneis Rocha, que tem reconstruído Brasília com a mesma força de JK, com ações tão importantes e relevantes para hoje e para o futuro da cidade”, disse.

“Para nós que estamos aqui há mais de 60 anos, JK é uma emoção. Tudo dele nos encanta. Nos encanta o homem o político, o homem desbravando esse interior do Brasil, tirando a capital do litoral e trazendo para o interior, abrindo estradas, abrindo ferrovias, ele é o homem que o país precisava naquele momento. Estar aqui na casa, onde JK morou nos seus últimos anos de vida é um momento em que nós reverenciamos os 119 anos da sua existência”, declarou Cosete Ramos (80).

A Fazendinha JK foi herdada do ex-deputado paranaense Lázaro Servo, que comprou a propriedade do ex-presidente em 1984. Hoje, Rosana e Antonio Henrique administram o patrimônio com muito zelo, mantendo os objetos pessoais de JK intactos. “É uma alegria receber a Secretária Vanessa Mendonça e a Amabrasília no dia de hoje, poder celebrar essa história que amamos e que cuidamos com a dedicação das nossas vidas. Nós preservamos e cuidamos desse patrimônio. Nós sabemos que aqui guarda uma parte da história do Brasil e, acima de tudo, desse grande homem que foi considerado o maior estadista do século XX do mundo inteiro. Somos estudiosos da vida de JK e fãs incondicionais dele, então receber hoje a Amabrasília e a secretária Vanessa Mendonça representando o Turismo de Brasília é motivo de muita honra compartilharem conosco este dia histórico”, disse Rosana.

A Fazendinha Jk está aberta ao público. No entanto, é preciso agendar com antecedência. Para agendar, basta mandar mensagem pelo Whastapp (99845-9030) com pelo menos 48 horas.   O local foi a última residência do estadista, de 1972 a 1974. O projeto da casa foi presente do amigo Oscar Niemeyer, com o paisagismo de Burle Marx. Todos os objetos da casa são preservados intactamente. Não se pode nem tocar neles. Mas, o que chama mesmo a atenção é a imensa biblioteca, além da mobília, objetos de decoração e a vista para uma nascente cercada pela vegetação do Cerrado.

Flores para Jk

O governador Ibaneis Rocha participou, na manhã deste domingo (12), no Memorial JK, das celebrações em torno do 119° aniversário de nascimento de Juscelino Kubitschek. A solenidade marcou ainda os 40 anos de inauguração do espaço que abriga a memória e história do seu fundador. O presidente do Senado, senador Rodrigo Pacheco, a primeira-dama Mayara Noronha Rocha, a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, os secretários de Economia e Cultura, André Clemente e Bartolomeu Rodrigues, respectivamente, a neta de JK, Anna Cristina Kubitschek, o empresário Paulo Octávio e o bisneto Paulo André Kubitschek, também compareceram.

O ponto alto da celebração foi na câmara mortuária do patrono do DF. Paulo Octavio e sua esposa, Anna Christina – presidente do Memorial JK -; o chefe do Executivo local e Mayara Noronha Rocha, sua esposa; e o senador, depositaram flores na urna e respeitaram um minuto de silêncio. No discurso, Ibaneis Rocha engrandeceu o espírito republicano e democrata do homem que fez Brasília acontecer e o Brasil crescer.

“JK foi um dos maiores democratas que esse país já teve, vindo das Minas Gerais, com todas as dificuldades lá do interior diamantino, mas chegando à capital da república e mostrando tudo aquilo que estamos precisando nesse momento: diálogo”, destacou o governador Ibaneis Rocha. “Bastante significativo esse momento de relembrar a história de JK, tudo aquilo que JK significou para o Brasil. Rememorar essa cidade, que foi construída pela força de vontade do nosso presidente Juscelino Kubitschek. Saímos com a certeza de que o espírito de JK continua pairando sobre o Distrito Federal e sobre a nossa Nação”, acrescentou o chefe do Executivo.

*Com informações da Agência Brasília

Fonte: SETUR/DF

Fotos: Claudio Gerber

Por: visitebrasilia
Data: 14/09/2021


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!