EnglishJapanesePortugueseSpanish
13.09.2019

FECHAMOS COM A HBO!

POST 16 torre de tv FOTO JOANA FRANÇA 1024x682 FECHAMOS COM A HBO!
Autor: MARCUS LIGOCKI JR

Fechamos com a HBO!!! Esse foi o grito ouvido por toda Brasília no final de uma quinta-feira seca e fria no ano de 2004.

Renato Barbieri e eu éramos sócios em uma empresa produtora chamada Videografia. Estávamos com “As Vidas de Maria” pronto e precisávamos de uma distribuidora. Era nosso primeiro longa-metragem de ficção e eu acabava de chegar de uma temporada de um ano no Rio de Janeiro, onde havia cursado a primeira Formação Executiva em Cinema e Televisão do Brasil, na Fundação Getúlio Vargas, que tinha sede no edifício Luís Simões Lopes em Botafogo.

Cheio de energia e motivação, fiz uma lista de todas as distribuidoras brasileiras e algumas TVs e começamos a marcar reuniões para apresentar nosso filme. As visitas começaram e uma dúzia de negativas aconteceram antes que o André Sturm, da distribuidora Pandora se encantasse pelo filme e nos apresentasse nossa primeira proposta de distribuição.

Estávamos em São Paulo com sorrisos de orelha a orelha quando fomos cumprir o último compromisso de nossa agenda, uma reunião na prestigiada HBO. Sua executiva responsável pelas produções e aquisições nacionais, Maria Ângela de Jesus, nos recebeu com tempo e atenção. Ao final, disse que não tinha interesse no filme. Renato e eu nos olhamos, agradecemos pelo tempo dedicado e fomos acompanhados por ela até a porta de seu escritório. Foi quando uma luz se acendeu.

Antes de me despedir, perguntei a Maria Ângela se a HBO teria alguma outra oportunidade para nós. Éramos uma produtora pequena, mas valente e gostávamos de grandes desafios. Para minha surpresa, Maria Ângela considerou a provocação de improviso e nos deu o cartão de visitas de um executivo chamado Hélios Álvarez dizendo: procurem este senhor, nossos canais estão contratando produtoras brasileiras.

Quando chegamos em Brasília a primeira coisa que fiz foi entrar em contato com o Sr. Hélios, dizer que havíamos estado na HBO e pedir uma oportunidade para lhe apresentar nossa produtora. Mal chegamos em Brasília e já estávamos com nova agenda em São Paulo. Preparamos uma apresentação de nossos trabalhos, apertamos os cintos, compramos as novas passagens e fomos.

Lá estavam os executivos dos canais A&E e History, na época The History Channel, junto com o simpático Sr. Hélios Álvares. Renato e eu fizemos uma apresentação ensaiada e saímos com a encomenda para apresentarmos sinopse e orçamento para dois especiais. Se eles gostassem, seríamos contratados.

Saímos eufóricos da reunião e antes mesmo de voltarmos a Brasília, ligamos para o historiador, parceiro do Renato de longa data, Victor Leonardi, e o convocamos para um brainstorm na produtora. Juntou-se a nós o amigo e talentoso diretor Alex Ribondi.

Quatro cabeças fervilhantes diante do que parecia ser a oportunidade das nossas vidas e, em vez de dois, criamos dez projetos em tempo recorde. Eram histórias sobre as cidades planejadas brasileiras, biografias do Jorginho Guinle, Fernando Henrique Cardozo e Mauricio de Sousa, a incrível jornada de Gato e Mancha, dois cavalos crioulos que foram comprados na Argentina para fazerem uma viagem até Nova York a passo. Enfim, personagens e narrativas apaixonantes que conquistaram os executivos da HBO e de seus canais.

Quando nos demos conta, tínhamos atravessado o período de negociações e a HBO havia batido o martelo. Nós produziríamos dois especiais para sua programação na América Latina, que resultaram nos “Cidades Inventadas” e “Mauricio de Sousa”.

Éramos uma empresa bem pequena em Brasília e seríamos a terceira produtora brasileira a ter um contrato de coprodução com a HBO. As duas primeiras foram a Conspiração, com a série “Mandrake” e a O2 Filmes com “Filhos do Carnaval”, simplesmente as duas maiores produtoras do país. Inacreditável!

Quando tive a confirmação do contrato, estávamos apenas o Alex Ribondi e eu no escritório, que ficava no décimo primeiro andar do antigo edifício Venâncio 3000. A euforia era tanta que saímos porta a fora e enquanto conversávamos sobre o futuro, caminhávamos pela rua a passos acelerados.

Fomos parar no topo da Torre de TV. A tarde já estava no fim. Caminhei pelo mirante olhando para Brasília. Um sentimento de amor e cumplicidade foi crescendo no peito. O coração batia. Podia sentir a cidade respirar. Então gritei para que ela ouvisse: “Fechamos com a HBO!”.

FOTO:  JOANA FRANÇA

icon fc 50x50 FECHAMOS COM A HBO!icon ig 50X50 FECHAMOS COM A HBO!

 

 


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!