10.11.2018

GILENO SANTANA Sons da Tradição

GilenoSantana1 Foto Divulgação 200x300 GILENO SANTANA Sons da Tradição

O trompetista Gileno Santana, um nome sonante no panorama internacional volta literalmente à casa trazendo o profundo som da tradição da música brasileira apresentando o projeto “Inevitável”.

O trompete de Gileno Santana, muito elogiado por músicos como (Wynton Marsalis, Cláudio Roditi, James Morrison, Thomas Gansch, Gábor Tarkövi), cria um som único, onde notas, ora intensas, ora suaves, fundem-se em tons líricos de rara beleza.

O “Inevitável” transparece aquilo que o Brasil tem de melhor, o ritmo, melodia e a harmonia. O encontro feliz entre o trompete e a guitarra no profundo som do Brasil.

Gileno Santana Natural de Salvador (Bahia, Brasil), é trompetista e compositor luso-brasileiro. Venceu o concurso internacional de jazz BEJAZZ14 na cidade de Berna (Suíça), com o Egli-Santana Group. Recebeu a Medalha de Honra da Ordem dos Músicos do Estado de São Paulo e é Artista Internacional Schagerl.

Gileno Santana iniciou o estudo de música em 2003, e dois anos depois já participava na gravação do álbum do saxofonista americano Mike Ellis, integrado na Bahia Band. Em 2006 muda-se para Portugal e estuda da Escola de Jazz do Hot Club de Portugal e na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo.

Convidado para integrar a Orquestra Jazz de Matosinhos, a mais conceituada big band portuguesa, aí assume o cargo de lead trumpet e trabalha com Jim McNeely, Chris Cheek, Mark Turner, Ohad Talmor, Andy Sheppard, Lee Konitz, Kurt Rosenwinkel, Joshua Redman, Maria Schneider, Carla Bley, Steve Swallow, Jason Moran, Dan Weiss, Maria João, Mayra Andrade, Julian Argüelles, Florian Ross, Pierre Bertrand, Michael Mantler, Fred Hersch e muitos outros. Ainda com a OJM e enquanto lead trumpet, grava três álbuns e participa em festivais de jazz em Portugal, França e Espanha, na conceituada Wiener Konzerthaus (Áustria) e nos famosos clubes de jazz nova-iorquinos Birdland, Jazz Standard e Blue Note.

A discografia de Gileno Santana iniciou-se em 2010 como líder do GS Quartet. O álbum Início contava com as participações de Hermeto Pascoal, Hamilton de Holanda e Mário Santos. Seguiu-se Metamorphosis (Caligola Records, 2014), considerado pela crítica portuguesa um dos melhores discos do ano, e em 2016 o álbum Inevitável (Caligola Records).     Este último projeto, em duo com o guitarrista Tuniko Goulart, atingiu um nível de popularidade mundial. A sua composição “Malaco” tornou-se um verdadeiro fenômeno e contou com a partição de mais de 100 músicos de várias partes do mundo, dando origem a digressões em Portugal, República Checa, Hungria, Áustria, Suíça e Inglaterra.

Em 2017 apresenta o single “Ciranda”, o primeiro de um novo projeto com a acordeonista Inês Vaz. O seu trabalho como arranjador inclui a colaboração com artistas de grande sucesso em Portugal, tais como a banda pop Expensive Soul e o cantor e compositor Pedro Abrunhosa.

Tem tocado em estúdio e em concertos com grande parte dos músicos e bandas mais conceituados do país nas áreas do rock, pop, soul, entre outros. Internacionalmente, colaborou com Tony Allen, Amp Fiddler, Munir Hossn, James Morrison, Edmar Castaneda, Andy Hunter, Marshall Glikes, Bob Stewart, Thomas Gansch, Dick Oats, Hermeto Pascoal, Adam Rapa e Maceo Parker.

Foi o solista convidado pela Orquestra Sinfónica Casa da Música para dois concertos com o cantor Gregory Porter em 2015 e 2017. Colaborou também com o projeto italiano PoLo, gravando o álbum Pleasures (Auand) e realizando dezenas de concertos no norte da Itália. Na Suíça, integra o Egli-Santana Group e a orquestra de jazz DRO – David Regan Orchestra.

Gileno Santana é frequentemente convidado para ministrar masterclasses em instituições de diversos países. Em Outubro de 2017 foi professor residente da universidade australiana James Morrison Academy, em Mount Gambier. É professor de trompete jazz no Conservatório de Música do Porto.

Nos últimos anos tem sido patrocinado por marcas internacionais de trompete tais como Inderbinen, Schagerl (onde tem uma linha própria de bocais e trompetes), Applied Microphone Technology e Joyo. É embaixador da marca britânica Fred Perry em Portugal.

A apresentação acontece dia 10 de Novembro de 2018 – sábado a partir das 21:00 horas. Ingressos: R$ 15,00 (meia) e R$ 30,00 (inteira)

Informações: Tel.: 3224.0599. Ingressos: Clube do Choro de Brasília – SDC BLOCO “G” – Funcionamento da bilheteria: 2ª a 6ª feira: 10:00 às 22:00 horas. Sábado a partir de 19:00 as 21:30 horas, ou através do site: www.clubedochoro.com.br 

O Clube do Choro de Brasília fica entre a Torre de TV, o Centro de Convenções e o Planetário. Produção: Marco Guedes (0xx-61-3225-1199 / 0xx-61-97400-6350). Contato artista: +351 935 345 802

Não recomendado para menores de 14 anos

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!