EnglishJapanesePortugueseSpanish
16.08.2019

SONHARES – JARDIM BOTÂNICO, DE 23 DE AGOSTO A 15 DE SETEMBRO, ÀS 20h.

48231981822 8792be4422 z SONHARES JARDIM BOTÂNICO, DE 23 DE AGOSTO A 15 DE SETEMBRO, ÀS 20h.

Espetáculo teatral faz percurso em quatro tendas erguidas no espaço Cerratense do Jardim Botânico

*Obra convida o espectador a vivenciar experiências sensoriais ligadas à memória, à imaginação, à ancestralidade

*Novo trabalho do coletivo Teatro do Instante é vinculado ao grupo de pesquisa ‘Poéticas do Corpo’, da Universidade de Brasília

*Encenação está integrada à programação do festival CENA CONTEMPORÂNEA

A água e os sonhos”, livro de Gaston Bachelard, que investiga a substância das imagens poéticas e a imaginação da matéria, atuou como propulsor das pesquisas do coletivo Teatro do Instante para a criação de SONHARES, espetáculo teatral que faz sua estreia dentro da programação do CENA CONTEMPORÂNEA – Festival Internacional de Teatro de Brasília, no dia 23 de agosto, e fica em cartaz até o dia 15 de setembro, sempre às 20h, em quatro tendas especialmente erguidas no Centro de Excelência do Cerrado (espaço Cerratense) no Jardim Botânico de Brasília. SONHARES poderá ser visto de sexta a domingo, com lotação máxima de 35 espectadores por sessão.

A ideia do projeto é levar o público a vivenciar experiências sensoriais a partir da abordagem de temas como memória, imaginação, morte, ancestralidade, através do estímulo aos sentidos, tendo como fios condutores os elementos água, terra, fogo e ar. Serão quatro tendas, quatro atrizes, e o público faz um percurso pelas tendas que podem ser vistas independentemente umas das outras ou que podem compor um grande mosaico poético.

Para compor a narrativa, os intérpretes, sob a direção de Rita de Almeida Castro e codireção de William Ferreira, trilharam o caminho da dramaturgia coletiva em processo, com foco nas atrizes e em diálogo com a realidade. Nas pesquisas, também estão os estudos de Mircea Eliade e as histórias de Clarissa Pinkola Estés, escritora e psicóloga junguiana.

 TEMPO CIRCULAR

Em tempos de aceleração, de informações múltiplas e simultâneas, cultivar espaços de foco e profundidade é desafio constante, principalmente no que tange a abordagens de processos criativos. Como ativar a escuta interna e as percepções mais sutis do corpo em meio ao caos cotidiano?”

SONHARES é um espetáculo teatral com quatro tendas e uma presença comum: a memória, que tem como companheiras a imaginação, a morte, a ancestralidade, envoltas num tempo circular que abarca passado, presente e futuro. O grupo busca experimentar a interação interdisciplinar entre linguagens e suportes artísticos – corpo, dramaturgia contemporânea, música e novas mídias. A proposta é um espetáculo teatral que propicie experiências sensoriais para que o espectador ative memórias, amplie campos imaginativos e gere um fluxo entre abordagens individuais e coletivas.

A montagem está integrada ao projeto de pesquisa “Poéticas do Corpo” (Artes Cênicas/Universidade de Brasília), coordenado por Alice Stefânia e Rita de Almeida Castro, vinculado às linhas de pesquisa Teatro do Instante e Dramaturgias dos Sentidos. Os artistas pesquisadores pretendem propiciar campos de experiência para o espectador que possibilitem a criação de estímulos para estados de prontidão e escuta, em interação com o ambiente e em conexão com o tempo, em busca de novos enquadramentos e possibilidades de troca.

A musicalidade contribuirá para a criação de atmosferas que remetam ao diálogo com ancestralidades em sintonia com o mundo contemporâneo. Também haverá experiências imersivas com mídias digitais.

 SINOPSE

O espetáculo teatral Sonhares convida as pessoas a fazerem um percurso entre rodas e tendas, para vivenciar experiências sensoriais a partir da abordagem de temas como memória, imaginação, morte, ancestralidade, através do estímulo aos sentidos, tendo como fios condutores os elementos terra, água, fogo, ar e éter. Em Sonhares o tempo é circular – passado, presente, futuro se entrelaçam. Com direção de Rita de Almeida Castro e codireção de William Ferreira, o espetáculo acontece em tendas, nas quais as pessoas irão transitar e interagir com narrativas independentes e interdependentes entre si.

 TEATRO DO INSTANTE

O Teatro do Instante é um coletivo de investigação cênica de Brasília que completou 10 anos de atividade em fevereiro de 2019. Neste período criou vídeos, performances e sete espetáculos. O Coletivo é ligado ao grupo de pesquisa institucional Poéticas do Corpo do Departamento de Artes Cênicas da Universidade de Brasília, que aglutina pesquisadores em artes cênicas e é coordenado por Alice Stefânia e Rita de Almeida Castro. Os integrantes do grupo promovem periodicamente trocas com diferentes artistas, ocasiões em que workshops e debates são abertos à comunidade do DF.

FICHA TÉCNICA

Direção Artística: Rita de Almeida Castro

Codireção: William Ferreira

Colaboração: Giselle Rodrigues

Elenco: Alice Stefânia, Ana Borges, Carmen Mee, Deborah Dodd e Natália Solorzano

Guias: Camila de Sant’Anna, Danilo Andrade, William Ferreira

Dramaturgia: O grupo

Colaboração Dramatúrgica: Valéria de Castro

Produção musical e Sound Design: Felipe Castro Praude e Glauco Maciel

Direção de arte: Roustang Carrilho

Arte Computacional: Carlos Praude

Desenho de Luz: Moisés Vasconcelos

Preparação Vocal: Ana Borges

Laboratório de criação: Kênia Dias

Fotografia: Diego Bressani

Design gráfico: Christus Nóbrega

Assessoria de Imprensa: Objeto Sim

Produção Executiva e Coordenação de Produção: Guilherme Angelim (Guinada Produções)

SERVIÇO

Data: dias 23, 24, 25, 30 e 31 de agosto e 15 de setembro

Local: Centro de Excelência do Cerrado (espaço Cerratense) no Jardim Botânico de Brasília. Um ônibus estará disponível para o trajeto, com saída do Plano Piloto, em local a ser definido

Horário: 20h

Ingressos: R$ 40,00 e R$ 20,00

LOTAÇÃO MÁXIMA DE 35 PESSOAS POR SESSÃO

Informações: (61) 3349.3937

*O acesso ao local do espetáculo será feito em ônibus disponibilizado pela produção. O ônibus sairá do Espaço Cultural Renato Russo 508 Sul (pela W-2) impreterivelmente às 19h25 (recomenda-se chegar com antecedência mínima de 10 minutos). Durante o trajeto até o Jardim Botânico, o espectador poderá experimentar vivência com arte tecnologia através do uso de óculos de realidade virtual (óculos 3D). No caso de espectadores que decidirem ir por conta própria, deverão estacionar na entrada privativa do Jardim Botânico até às 19h45 e, obrigatoriamente, aguardar a chegada do ônibus, onde se juntarão aos demais espectadores para um trajeto de cerca de 5 minutos. Não será permitida a entrada de veículo particular dentro do Jardim Botânico. É proibido fumar no Jardim Botânico.

 

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!