EnglishJapanesePortugueseSpanish

Museu Vivo da Memória Candanga lança feira de artesanato virtual


A feira de artesanato do Museu Vivo da Memória Candanga (MVMC) será inaugurada nesta sexta-feira (29.01) em formato virtual, por conta da pandemia. O evento, batizado de FAROL, e realizado pelo espaço cultural regido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), contará com expositores nas mais variadas tipologias, todas com referência aos cursos profissionalizantes de artesanato ministrados pelo museu.

Inspirada nas tradicionais oficinas, que há mais de 30 anos ministram cursos de artesanato e resgatam os saberes populares trazidos pelos candangos na época da construção de Brasília, a feira de artesanato virtual será realizada pelas redes sociais do equipamento, onde cada expositor terá direito a publicar fotos de seus produtos, com total funcionalidade para compras e encomendas. Além da exposição, o museu vai oferecer consultorias de vendas online aos artesãos.

O evento também contará com a participação dos alunos e professores das Oficinas do Saber Fazer, além de parceiros como o Ministério Público, Casa da Mãe Preta, Cia do Lacre, juntamente com as administrações do Núcleo Bandeirante, Candangolândia e Park Way.

museu Museu Vivo da Memória Candanga lança feira de artesanato virtual

Com matérias primas que vão desde a reciclagem de papel, cerâmica, madeira, gravuras, até a arte do fuxico e “tie dye”, a potência do artesanato criativo dá vida aos mais diversos objetos, que podem ser usados como utensílios domésticos, decoração e até acessórios de moda. Nesse sentido, serão expostos tapetes de tecelagem, mochilas, bolsas, vasos de cerâmica, artes em plantas, pinturas, entre outros ofícios ministrados pelas oficinas tradicionais do museu.

Eliane Falcão, gerente do espaço, definiu a iniciativa como mais uma possibilidade de continuar o trabalho de resgate dos saberes populares propostos pela história do museu, além de incentivar a interação com as novas tecnologias e possibilidades criativas. “Nós e a comunidade do artesanato do DF estamos muito satisfeitos por poder movimentar as atividades desenvolvidas pelas oficinas do museu, estimulando a economia criativa por meio das redes sociais”, celebrou.

FORÇA DO ARTESANATO

museu.2 Museu Vivo da Memória Candanga lança feira de artesanato virtual

Formada pela oficina de cerâmica do museu em 2002, a artista plástica e artesã Nádia Bacin será uma das expositoras da feira, com peças de cerâmicas nas linhas utilitárias de alta temperatura e decorativas que podem custar de R$60 a R$ 3.000. Suas cerâmicas são criadas a partir de pesquisas sobre a fauna e a flora do Centro-Oeste, onde a artista imprimi sua visão do cerrado.

A artesã revela que sua afinidade com a cerâmica a impulsionou a criar um ateliê próprio e a ministrar aulas no museu. Explica que o setor do artesanato ficou paralisado por conta da pandemia, e que aos poucos ela foi retomando os trabalhos internos em seu ateliê, sem ministrar aulas. Bacin define que o mercado on-line é um universo novo e o setor precisa se adaptar. “Ainda estamos nos habituando com vendas pela Internet, mas está acontecendo de modo gradual. A feira do Museu é uma grande oportunidade para agitar o segmento do artesanato do DF”, completou.

A especialidade da artesã Chica Rosa, também aluna das oficinas do Museu Vivo, são as bolsas feitas de crochê com lacre. Moradora do Riacho Fundo, Rosa destacou a “necessidade urgente de reinvenção da venda do artesanato criativo”, prejudicado desde o ano passado pela pandemia. Com peças que levam nome de mulheres, a artesã venderá bolsas, carteiras e acessórios, que podem custar de R$70 até R$ 400.

Jussara Medeiros conta que o período de pandemia também serviu para o aprimoramento do seu trabalho. A expositora de Samambaia trará para a feira quadros, chaveiros e vidros de decoração com plantas naturais desidratadas que variam de R$8 a R$250. Com o objetivo de alegrar o ambiente, ela revela que suas peças representam o otimismo e o amor pelo artesanato, e explica que sua participação na feira representará um novo momento para as vendas em tempos de distanciamento social. “Feitos de forma totalmente artesanal, nossos produtos buscam dispersar singularidade e harmonia, representando a autenticidade e efemeridade. Colocamos amor em cada peça para florir o dia a dia”, enfatizou.

FAROL – Feira de artesanato online na Alameda do MVMC

Inauguração: 29/01 (fica disponível o ano inteiro)

Instagram: @museuvivodamemoriacandanga:

Facebook: Museu Vivo da Memória Candanga

Lista de expositores:

Chica Rosa

Princesa

Gizelma Fernandes

Nádia Bacin

Alessandra Rossi

Maria do Socorro

Fábio Mendes

Idalete Silva

Grupo Vargem Bonita Borda

Jussara

Vanda Aguilar

Iracema

Fonte: Ascom/Secec
Fotos: Divulgação

Por: visitebrasilia
Data: 29/01/2021


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!