14.09.2017

Na Praia encerra temporada 2017 como o primeiro evento “lixo zero” do país

NAPRAIA FOTO BRUNO SOARES17 Na Praia encerra temporada 2017 como o primeiro evento “lixo zero” do país

Projeto cumpre a meta de produzir menos de 5% de rejeitos e com isso evitou que 170 toneladas de lixo fossem para aterros sanitários

Em 2017, o Na Praia quis ir além de ser somente um complexo de entretenimento e estimulou no público “uma nova consciência”, lema criado em conjunto com diversas ações em prol de um projeto que encontrasse a sintonia perfeita entre diversão e sustentabilidade. Com o objetivo de ser um evento “lixo zero”, o Na Praia não só cumpriu a meta como se orgulha de ser o primeiro evento de grande porte “lixo zero” do país, deixando de levar 170 toneladas de lixo para os aterros sanitários.

Pela estrutura de 14 mil metros quadrados que transformou a orla do Lago Paranoá em uma versão reduzida da Grécia passaram 190 mil pessoas entre 1º de julho e 10 de setembro. Para dar conta da tarefa de ser um evento amigo do meio ambiente, 21 medidas sustentáveis foram adotadas, como reaproveitamento de 40% a 50% da água, uso de papéis de higiênicos biodegradáveis, maior uso e distribuição de bituqueiras, ecocopos no bar – algo que já vem sendo feito desde o Carnaval no Parque, com a eliminação de copos descartáveis – extinção das sacolas plásticas na lojinha e a fabricação dos sabonetes dos banheiros a partir do óleo de cozinha das operações gastronômicas.

Para ser um evento “lixo zero” é necessário que no máximo 5% de todo o lixo produzido vá para aterros sanitários. O total produzido pelo Na Praia durante toda a temporada foi 4,83%, o que garantiu que o projeto fosse reconhecido como pioneiro no setor, servindo de exemplo para que eventos de grande porte como competições esportivas e mega shows considerem a possibilidade de atuarem de forma mais orgânica e sustentável Brasil afora.

O termo de compromisso foi assinado na tarde da última terça-feira (12/9) por Rodrigo Sabatini, do Instituto Brasil Lixo Zero, durante o Fórum Capital Lixo Zero que aconteceu no Sebrae. A próxima ação do Na Praia prevista para acontecer nos próximos dias será a plantação de 800 mudas de árvores nativas do Cerrado na Bacia do Rio Descoberto, para neutralizar o carbono produzido durante todos os dias de projeto.

Números:

95% de redução do lixo

15 toneladas compostadas

133 toneladas recicladas

170 toneladas de lixo a menos nos aterros sanitários

190 mil pessoas passaram pelo projeto

38 dias de evento

11 semanas de projeto

68 toneladas de alimentos arrecadados

Veja algumas ações de sustentabilidade do projeto:

– Adoção dos ecocopos no lugar de copos plásticos (menos 1 milhão de copos descartáveis nos aterros)
– Embalagens compostáveis nos produtos da praça de alimentação, feitas de amido de milho e bagaço da cana-de-açúcar
– Papel higiênico que dissolve na água
– Substituição de papel toalha nos banheiros por secador a vapor
– Retirada das sacolas plásticas nas lojas
– Triagem própria de resíduos, separando papel, metal, vidro, entre outros tipos de lixo
– Monitoramento de som e da qualidade do ar
– Horta educativa para crianças, com manjericão, orégano e alecrim
– Acessibilidade na estrutura e na equipe de profissionais
– Lâmpadas de LED e soluções da ONG Litro de luz
– Proposta de economia de 40% de água em relação à edição de 2016
– Arrecadação de alimento não-perecível (68 toneladas de alimentos arrecadados e mais de 23 mil pessoas ajudadas)
– Limpeza do Lago Paranoá (600 quilos de lixo foram retirados do local na primeira ação de limpeza, antes do evento. Será feita outra nos próximos dias)
– Doação da areia para a Administração de Brasília e também para a comunidade da Vila Planalto
– Cortesias solidárias, que apoiarão a reforma da creche da Vila Planalto e a iluminação para até 500 famílias Kalungas — ao lado da ONG Litro de luz
– A troca do diesel dos geradores por um menos poluente
– Plantio de mudas em conjunto com a Adasa na Bacia do Rio Descoberto como compensação do carbono

Sobre o Na Praia

Dois anos se passaram desde que a primeira edição do Na Praia sacudiu Brasília pela primeira vez, em 2015, levando aos brasilienses um novo nível de entretenimento. Em 2017, entre os dias 1º de julho e 10 de setembro, o desafio de manter o alto nível de estrutura do complexo em complemento às atrações de peso foi ainda maior: o Na Praia quis ir além da experiência e estimulou a consciência do público para que, juntos, fosse possível criar um um mundo mais divertido e sustentável. Um mundo com respeito, positividade, pensamento coletivo e sorriso no rosto.

Com inspiração nas praias banhadas pelo mar mediterrâneo, o complexo deste ano teve 14 mil metros quadrados e transformou a orla do Lago Paranoá em uma versão reduzida da Grécia, um dos mais belos cartões postais do mundo. Com suas construções brancas e mar azul, o país foi um forte exemplo da proposta do Na Praia para 2017: uma praia do amanhã, com o simples aliado à uma sofisticação natural, combinação ideal para fortalecer a ideia de um projeto que tem como principal estímulo ser totalmente sustentável.

Entre as novidades preparadas pelas produtoras R2 Produções, Medley Produções, Verri e Verri Produções e Agência Nout estava uma programação formada por grandes nomes da música brasileira, que reuniu um público total de 190 mil pessoas. Entre os artistas que passaram por lá estão Jorge & Mateus, Ivete Sangalo, Alok, Natiruts, Simone & Simaria e Gusttavo Lima.

Com funcionamento de quinta a domingo, o projeto teve noites dedicadas à happy hour (sextas). Já as manhãs de sábado eram voltadas para a prática esportiva e as tardes ficavam dedicadas às festas. Domingo era dia de praia, com programação para toda a família, incluindo área infantil

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!