EnglishJapanesePortugueseSpanish
30.11.2020

O artesanato solidário da mineira Cláudia Othero

Cláudia Othero Crédito Divulgação O artesanato solidário da mineira Cláudia Othero

O trabalho da enfermeira aposentada colabora para o Dia de Doar FSF, no próximo 1º de dezembro

Neste 1º de dezembro, quando o Brasil inteiro se mobiliza pelo Dia de Doar, a Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) reúne os voluntários e participa da iniciativa generosa e solidária.

Como forma de colaborar, a enfermeira aposentada, Cláudia Othero Nunes, tem confeccionado sacolas, toalhas de rosto e jogos americano com retalhos de chita, brim e tricoline, entre outras texturas, além de linhas coloridas e uma boa dose de criatividade.

Para a criação das peças, vendidas a R$ 100,00 e entregues em domicílio, Cláudia é capitã de um time formado conforme a necessidade. “Uma doa o tecido, outra a linha, uma terceira o forro e o aviamento, e assim as pessoas vão se engajando na corrente do bem”, conta, trazendo à memória sua experiência nas aldeias africanas. “Só de falar das crianças que encontrei, desmonto de emoção”, revela, diante da realidade de miséria e (apesar de tudo) comunhão.

Ao mostrar o avesso das peças (tão caprichado quanto o direito), nada escapa ao olhar atento dessa mineira de Belo Horizonte, que atua na FSF desde 2016, e já participou de caravanas para a África (Moçambique e Madagascar).

Durante o trabalho dos caravaneiros, Cláudia atuou nas atividades pedagógicas, na visitação domiciliar e capacitação de agentes de saúde.

Diante da pandemia, e com a suspensão temporária das caravanas, a mineira traçou, com agulha e linha, a sua forma de se doar. Desde então, tem se envolvido não somente com os projetos da FSF na África (Ação Madagascar e Acolher Moçambique), mas também com importantes ações no Brasil, como o “Jardim das Borboletas”, em Caculé, na Bahia, que recebe crianças diagnosticadas com uma doença rara chamada epidermólise bolhosa, e o “Microcefalia, Amor sem Dimensões”, de Campina Grande, na Paraíba – importante ponto de referência no tratamento multidisciplinar para crianças com microcefalia. Ambos recebem apoio da Fraternidade Sem Fronteiras.

O resultado das vendas do artesanato será destinado ao Ação Madagascar e ao Fraternidade na Rua. As encomendas podem ser feitas diretamente com Cláudia, pelos contatos:  e-mail c.otheronunes@gmail.com ou WhatsApp (31) 99977.2112.

Dia de Doar FSF– Para o Dia de Doar, a Fraternidade sem Fronteiras organiza uma programação especial pelas redes sociais. Ao longo do dia 1º de dezembro haverá uma série de transmissões ao vivo, pelo Instagram da FSF, com convidados. À noite, a partir das 19h30 (horário de Brasília), a transmissão será pelo Youtube da FSF,  com duração de duas horas, com depoimentos e informações sobre a realidade de Madagascar e de pessoas em situação de rua no Brasil.      O link para as doações já está disponível e vai ficar até o dia 1º de dezembro. Para acessar, clique aqui: https://fraternidadesemfronteiras.colabore.org/diadedoarfsf

Projeto Ação Madagascar – A Fraternidade sem Fronteiras chegou à ilha de Madagascar, em fevereiro de 2017 e encontrou famílias vivendo na extrema miséria, sofrendo com a fome e a sede, sem também um mínimo de higiene. Sem acesso à água, as crianças tomam banho só quando chove e metade delas tem desnutrição aguda. As famílias vivem em casa muito precárias e a falta de higiene e desnutrição grave acarretam doenças como a teníase, neurocisticercose, bicho do pé, entre outras. Atualmente, são nove Centros de Acolhimento com atendimento a quatro mil crianças, principalmente no tratamento nutricional. Na cidade da Fraternidade são 100 casas construídas. Oferecemos projetos de: Biocarvão; Costura e Artesanato, Ferramentas de metal, Padaria, Produção de sabão e Agroecologia.

Projeto Fraternidade na Rua – O projeto Fraternidade na Rua atua de forma expansiva na criação, manutenção e ampliação de diversas frentes de trabalho na transformação de pessoas em situação de rua no Brasil. É mantido pelo sistema de apadrinhamento, doações e mobilização de voluntários sensíveis à causa.

Sobre a Fraternidade sem Fronteiras – A FSF é uma Organização humanitária e Não-Governamental, com sede em Campo Grande (MS) e atuação brasileira e internacional. A instituição possui 53 polos de trabalho, mantém centros de acolhimento, oferece alimentação, saúde, formação profissionalizante, educação, cultivo sustentável, construção de casas e ainda, abraça projetos de crianças com microcefalia e doença rara.

Todos os trabalhos são mantidos por meio de doações e principalmente pelo apadrinhamento. Com R$ 50 mensais é possível contribuir com um projeto e fazer a diferença na vida de muitas pessoas. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.fraternidadesemfronteiras.org.br.

Fonte: Proativa Comunicação

Foto: Divulgação


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!