05.10.2018

O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA

digitalizar0009 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA

“Fígaro cá, Fígaro lá!” Uma das óperas mais conhecidas de todos os tempos e um dos personagens mais queridos – Fígaro – retornam aos palcos brasilienses para uma montagem super divertida comemorando a semana da criança. O Barbeiro de Sevilha, do compositor italiano Gioacchino Rossini, será apresentada numa versão reduzida e em português feita por Janette Dornellas e Francisco Frias, fazendo do espetáculo uma excelente programação para levar crianças de todas as idades. O espetáculo conta com um elenco de excelentes cantores da capital federal acompanhados de uma orquestra de câmara sob a regência do maestro Felipe Ayala. A direção de cena primorosa é de Francisco Frias, que também assina cenários e figurinos.

O Barbeiro de Sevilha conta a história de Fígaro, um barbeiro que faz de tudo na sua cidade: arranja casamentos, ouve confissões e espalha boatos. Fígaro desta vez resolve ajudar o Conde Almaviva a conquistar a jovem Rosina, mas Almaviva não quer que ela saiba que ele é um conde. Rosina, por sua vez, é pupila de um velho médico, D. Bartolo, que tem planos para se casar com sua protegida, mas ele está de olho mesmo é na fortuna dela. Bartolo mantém Rosina confinada em casa, acompanhada da criada Berta e, por vezes, do Don Basílio, professor de música. O que será que o Conde e Fígaro irão aprontar para vencer todas essas barreiras para que Almaviva finalmente consiga se casar com Rosina?

A produção comemora os 20 anos de fundação da Confraria da Ópera, primeira companhia independente de ópera de Brasília, fundada por Janette Dornellas e Francisco Frias em 1998. A Confraria da Ópera nasceu também com o intuito de produzir montagens, de baixo custo, de óperas mais conhecidas e apreciadas, buscando a formação de plateia para o gênero.

INTÉRPRETES:

Figaro: Hermógenes Correia

Dr. Bartolo: Philipe Moura

Rosina: Janette Dornellas e Carol Araujo

Conde Almaviva: Daniel Menezes e Roger Vieira

Don Basílio: Hugo Lemos

Berta: Luiza Lacava

Coro: Oficial – Nael Siqueira, Soldados – João Roberto e Francisco Bento Júnior

Orquestra de Câmara da Casa da Cultura Brasília sob a regência do maestro Felipe Ayala.

DURAÇÃO DO ESPETÁCULO: 1 hora e 15 minutos, com intervalo de 10 minutos

01 Hermógenes 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA 02 Hermógenes 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA 03 Hermógenes 1 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA 04 Hermógenes 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA 05 Hermógenes 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA digitalizar0002 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA digitalizar0004 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA digitalizar0005 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA digitalizar0008 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA digitalizar0009 1 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA O BARBEIRO DE SEVILHA A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA 150x150 O BARBEIRO DE SEVILHA, A ÓPERA MAIS FAMOSA DE ROSSINI NA SEMANA DA CRIANÇA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SERVIÇO:

Dias 12 e 13 de outubro, sexta e sábado, às 19h

Dia 14 de outubro, domingo, duas sessões, às 16h e às 19h

Teatro da Escola de Música de Brasília

Via L2 Sul, Quadra 602

TELEFONE PARA INFORMAÇÕES: (61) 981233253 (Janette Dornellas)

Classificação indicativa: Livre

VALOR DOS INGRESSOS:

Setor Ouro: R$ 60,00 a inteira e R$ 30,00 a meia-entrada.

Setor Prata: R$ 40,00 a inteira e R$ 20,00 a meia-entrada.

Setor Bronze: R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia-entrada.

O mapa de cadeiras se encontra no site e pontos de venda antecipada.

Meia-entrada para estudantes, professores, maiores de 60 anos e para doação de fraldas GG, materiais de higiene e de limpeza, e 1 quilo de alimento não perecível.

As doações serão destinadas a Casa da Criança Batuíra, em Ceilândia.

Espetáculo beneficente

INGRESSOS ANTECIPADOS:

www.toibrasilia.com.br/bilheteria

Catus Centro Veterinário: Comércio Local Norte 408 Bloco D loja 30 – Asa Norte

FICHA TÉCNICA:

Direção Artística: Janette Dornellas

Direção de Cena, Cenário e Figurino: Francisco Frias

Maestro: Felipe Ayala

Produção Executiva: Casa da Cultura Brasília, Hugo Lemos, Hyandra Ello e Janette Dornellas

Assistentes de Produção: Carol Araújo e Leila Sena

Pianistas Correpetidores: Rafael de Abreu Ribeiro, Francisco Bento Júnior

Iluminação: Professor Aldo Bellingrodt e alunos do curso FIC Iluminação de Palco da Escola de Música de Brasília.

Arte do cartaz: Ednaldo

APOIO:

HL Arte e Cultura, TOI – Brasília (Temporada de Ópera Independente de Brasília), CEP – Escola de Música de Brasília, Barbearia Fio Maravilha, Chanel Centro de Beleza e Estética, Catus Centro Veterinário, Oficina de Arte.

MAIS INFORMAÇÕES:

O QUE É A CONFRARIA DA ÓPERA DE BRASÍLIA?

Em 1998, o barítono e professor de canto Francisco Frias e a soprano Janette Dornellas criaram a Confraria da Ópera, primeira companhia independente de repertório lírico da Capital Federal. A Confraria da Ópera nasceu também com o intuito de produzir montagens de baixo custo de óperas mais conhecidas e apreciadas, buscando a formação de plateia para o gênero.

A primeira produção da Confraria foi a montagem da ópera O Barbeiro de Sevilha, de Gioacchino Rossini, uma das óperas mais famosas do mundo!

Foi esse um dos motivos que levou a Confraria da Ópera a escolhê-la como primeira ópera a ser traduzida e adaptada para o português e apresentada ao público.

Esse trabalho resultou num espetáculo leve e divertido, que apesar de ter figurino e cenário de época, trazia para o texto expressões modernas que aproximavam a plateia da trama da ópera.  Quem não conhece a famosa ária do barbeiro Figaro, eternizada em desenhos, propagandas, filmes e novelas?

NOSSOS CANTORES

Um dos objetivos desse projeto era reunir os cantores da montagem original e comemorar os 20 anos de fundação da Confraria da Ópera.

Alguns dos solistas de 1998 foram o barítono Leonardo Neiva no papel de Figaro, o tenor Fred Silveira no papel do Conde Almaviva, a soprano Janette Dornellas e a soprano Sônia Bonna no papel de Berta. Tínhamos também no elenco os tenores Frederico Silveira e Frederico Vieira. Atualmente, Leonardo Neiva e Fred Silveira foram selecionado para fazer, respectivamente, os papéis de Fantasma e Raoul no musical O Fantasma da Ópera em São Paulo.

Para essa nova produção teremos jovens cantores da cidade como o barítono Hermógenes Correia interpretando Fígaro, baixo-barítono Philipe Moura como Doutor Bartolo e o baixo Hugo Lemos como Don Basilio. Também teremos as sopranos Janette Dornellas como Rosina, que fundou a Confraria e participou da primeira produção da ópera, e Luiza Lacava como Berta. A mezzo soprano Carol Araújo estreia no papel de Rosina. No papel de Conde Almaviva os jovens tenores Daniel Menezes e Roger Vieira.

 

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!