EnglishJapanesePortugueseSpanish
23.08.2019

O FUTURO

%name O FUTUROAutor: MARCUS LIGOCKI JR

Brasília é uma cidade com formas futuristas. Em 2003 a cidade recebeu cinco profissionais da Paramount Pictures que escolheram locações como o Palácio do Itamaraty, o Museu do Índio, a Catedral e a Universidade de Brasília para filmarem Aeon Flux, com Charlize Theron. Uma adaptação para o cinema da série de animação da MTV, sobre um futuro apocalíptico ambientado no século XXV. Brasília simularia a cidade de Bregna, onde se passa a ação da história, numa produção de 70 milhões de dólares que injetaria recursos na economia local, estabeleceria pontes para que produtoras e profissionais brasileiros se integrassem à economia global da produção audiovisual e renovaria os espaços brasilienses no imaginário global, aumentando o fluxo turístico para nossa cidade.

Mas não aconteceu.

Anos depois, em 2008, nos preparativos para as comemorações dos 50 anos de Brasília, desenvolvi pessoalmente um projeto que traria diretores com reconhecimento global para filmarem pequenas histórias em Brasília. Este filme rodaria o mundo criando uma relação afetiva das pessoas com nossa cidade, incluindo-anos roteiros turísticos dos viajantes globais e qualificando o posicionamento do Brasil nos debates que pensam e empreendem o futuro do planeta. Já tínhamos a concordância de diretores como Wim Wenders e Fernando Meirelles, quando o projeto foi abortado.

Também não aconteceu pelas dificuldades impostas por nossa burocracia e pela resistência de nosso país às interações globais que se perpetuam até hoje.

Eu poderia citar mais algumas iniciativas de integração global nas quais estive diretamente envolvido, que fracassaram por falta de leveza e vontade política, mas prefiro apresentar o projeto que atualmente temosdepositado nosso tempo, recursos e energia para construir pontes entre o Brasil e o mercado global de entretenimento.

A Ligocki Entretenimento, inspirada pelos fatos e personagens que ligam Brasília ao automobilismo mundial, está dedicada a realizar um filme de ação/família para o mercado global. Muitos dragões já foram enfrentados, e o projeto vem conquistando apoiadores ao redor do mundo. Nomes como o escritor brasiliense Maurício Gomyde, os diretores de fotografia Affonso Beato e Adrian Teijido, o produtor executivo Wellington Pingo, o distribuidor Márcio Fraccaroli da Paris Filmes, o distribuidor inglês Spencer Pollard, a agente americana Claire Best, a liga de e-sports amadora EACL, o produtor americano especialista em efeitos especiais Dan Chuba, a produtora americana Jane Kagon, dentre muitos outros, já fazem parte desta história.

Continuamos acreditando que o Brasil pode ser um dos cinco maiores produtores de filmes e séries globais; que podemos ter nossas locações regularmente exibidas como parte de histórias fantásticas que rodam o mundo; que nossos profissionais podem levar seu talento e suas referências brasileiras para enriquecer o mercado do entretenimento mundial; e que nossas histórias podem existir ativamente como parte do imaginário de uma civilização planetária.

Há dezesseis anos, Aeon Flux nos apontou um caminhoconcreto de desenvolvimento e integração, que na época, Brasília escolheu não participar. De lá pra cá, pouco mudou. Por outro lado, o futuro apocalíptico da história parece impregnar os brasileiros de forma recorrente.

Tudo isso me sugere que precisamos mudar.

icon fc 50x50 O FUTUROicon ig 50X50 O FUTURO

 

 

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!