EnglishJapanesePortugueseSpanish
21.09.2020

O Museu Vivo da Memória Candanga recebe nos meses de setembro a novembro a Exposição ‘’Memórias’’.

Esta Exposição será composta por 15 artistas que apresentarão 93 obras de arte com diferentes estilos e técnicas. São eles: Daniel Resende, Donizetti Garcia, Eunice Dias, Graça Martins, Joaquim Rodrigues, Mariah Campolina, Maria Angela Cappucci, Marlus Padovan, Paulo Maurício, Stella Lopes, Ronner Oliveira, Souza, Thea Sisson, Veruska Lacroix e Vilma Machado. Nesse universo artístico o público presente poderá apreciar nos detalhes de mais de 90 obras, o conceito de ‘’Memórias’’ de cada artista. Teremos um mix em diferentes estilos artísticos caracterizados pelas suas raízes, como o Lavrador do artista Souza que retrata em suas telas realistas e modernas o quotidiano do homem nordestino e suas nuances de vida. Veruska Lacroix que utiliza da técnica milenar a Encáustica, que foi muito utlizada pelos gregos e outros povos antigos. Teremos as artistas Eunice Dias e Mariah Campolina que retratam paisagens do cerrado do Brasil e Vilma Machado e Graça Martins com suas diversidades floristas. Outro artista que trabalha excepcionalmente com metal sobre tela, Donizetti Garcia com suas 5 telas, sendo uma em metal espelhado sobre madeira que interagirá com o público, distorcendo aquele que se auto-observa nessa tela.

Daniel Resende apresenta três obras das memórias de Minas Gerais, um Presidente, a Banda Lira Coromandelense e um expoente do Choro: Abel Ferreira. A obra do Grande Pioneiro e Patrono de Brasília, JK abre as portas ao público como uma arte exuberante para ser observada em mínimos detalhes. Stella Lopes deixou sua presença com três telas, sendo duas abstratas com a utilização de ouro nelas. Paulo Maurício trouxe suas ‘’Marcas e Patentes’’ para essa Mostra, com suas telas com cores vibrantes. Ronner Oliveira apresentará seu mundo da Arte Terapia. Joaquim Rodrigues com sua telas inconfundíveis e estilo próprio mostrará suas memórias pelo movimento humano, principalmente a dança. Já, Maria Angela Cappucci trouxe um mix criativo de várias técnicas e nuances de seu mundo de memórias. Thea Sisson, brindará o público com o tema relacionamentos, infância e faz um alerta aos incêndios constantes na biodiversidade do Cerrado. E, por fim o Artista e Curador dessa Exposição Marlus Padovan, que é Expressionista Abstrato Moderno trouxe também um mix de suas lembranças com telas inspiradas em sua infância e em Brasília.

Fonte: (Ascom/Secec)

Cidade
Data
Adultos
Crianças
Bebês

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!