EnglishJapanesePortugueseSpanish

O Primeiro Festival de Podcast para autores brasileiros

Por:
Data: 12.02.2021

Tisato.1 O Primeiro Festival de Podcast para autores brasileiros

Aulas de dramaturgia, produção, publicação de Podcasts, Festival de Lives e um concurso com premiação ao final
Inscrições de 26 de janeiro a 28 e fevereiro
O resultado será no dia 27 de março (Dia Mundial do Teatro)

Um Festival de Verão durante a pandemia abre um novo espaço na criação de conteúdos exclusivamente em áudio digital. É o Pod Drama, primeiro Festival de Podcast para autores brasileiros.

Uma pesquisa de 2017 mostrou que 70 milhões de brasileiros ouviam algum tipo de áudio digital. Em 2020 este número chegou a 90 milhões.

Por ser um dos formatos digitais em maior ascensão nos últimos tempos, o Brasil aparece hoje como o segundo maior mercado do mundo para Podcasts, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Uma curiosidade é que, de acordo com a pesquisa da Associação Brasileira de Podcasters (Abpod), 75% dos consumidores de Podcasts são homens heterossexuais e, pouco mais da metade, brancos. Pensando neste mercado, duas mulheres, a jornalista e atriz Gaby de Saboya e a gestora cultural e atriz Sandra Rodrigues criaram o Primeiro Festival de Podcast voltado para dramaturgos brasileiros. Gaby de Saboya idealizou o projeto, pois tem gravado muitos Podcasts como jornalista e sente falta de um espaço maior para a dramaturgia brasileira que teve seu apogeu nos famosos programas de rádio.

A proposta do festival é promover a dramaturgia brasileira e estimular a criação em novos formatos através de um concurso de textos dramatúrgicos inéditos, para o formato de Podcast, destinado ao público jovem e adulto, escrito em língua portuguesa, por autores brasileiros ou estrangeiros, residentes no Brasil. O vencedor receberá um prêmio de R$3.000,00, além de ter o seu Podcast gravado com toda a infraestrutura de um estúdio, com sonoplastia e atores convidados.

Com um olhar de diversidade e inclusão, todos os inscritos terão acesso gratuito a aulas on-line de dramaturgia com o premiado autor Pedro Kosovski e produção e publicação de Podcast com Gustavo Passi, especialista em Podcast e criador dos BeerCast, EmpreendaCast, Pediatracast e SulaCast. O Festival terá ainda mesas temáticas sobre esse universo, tudo gratuito e on-line, aberto ao público. Deficientes visuais também poderão se inscrever no projeto e participar da criação dos Podcasts. As inscrições começam no dia 26 de janeiro e encerram em 28 de fevereiro. A semana do Festival de Lives com convidados acontecerá entre 22 e 27 de março, e no dia 27 de março, Dia Mundial do Teatro, será anunciado o grande vencedor.

Um pouco sobre a história

O desenvolvimento do rádio, um dos mais eficazes meios de comunicação de massa do século XX em todo o mundo, possibilitou o surgimento de várias modalidades de programas, que, mais tarde, tornaram-se a gênese da programação televisiva. Dentre elas, destacam-se as radionovelas. Inspiradas na soap opera norte-americana, com tempero latino-americano, as radionovelas brasileiras ganharam muitos ouvintes, uma cara nacional que ajudou a revelar grandes dramaturgos brasileiros.
Esse formato que foi bastante popular no início do século passado está ressurgindo na era das mídias digitais no Brasil, através dos Podcasts de áudio dramas como o sucesso “Praia dos Ossos”.

O Podcast ganhou muita força no Brasil a partir de 2019. Algumas hipóteses surgem para explicar esse fenômeno, entre elas a fadiga da tela (passamos nossos dias olhando pra uma tela, seja o monitor do computador do trabalho, o celular ou a TV), a característica multitarefa do áudio (você ouve enquanto faz outras coisas, outras atividades) e o livre exercício da imaginação que os vídeos não nos permitem ter.

Uma recente pesquisa revela que a Região Sudeste é responsável por 54,21% de participação na produção brasileira, contra o segundo lugar que é o Nordeste, que detém 19,10% desta fatia. No Sudeste, o domínio absoluto é do estado de São Paulo, que concentra 35,52% de toda a produção da região, contra o segundo lugar, Rio de Janeiro, com 10,47% das produções.
Com a pandemia, o consumo de Podcast teve uma grande mudança. Se antes, o pico de consumo era nos horários de deslocamentos, que são manhã e fim de tarde, durante a pandemia, esta curva deu lugar a um consumo mais uniforme e distribuído durante todo o dia. No Brasil, 85% dos usuários de internet consumiram áudio durante a pandemia.

Sobre Gaby de Saboya

Gaby de Saboya é jornalista, apresentadora, comentarista, narradora, locutora, atriz, produtora e Podcaster. Produz conteúdo para programas de TV e Web. Trabalhou como repórter e apresentadora de diversas emissoras como MultiRio, TV Bandeirantes, Canal Brasil, TV Brasil, Rit TV, TV Câmara e TV Escola, além de produtoras de vídeo do RJ e SP. Formada em jornalismo com especialização em TV e atriz com mestrado em Teatro, atua como mestre de cerimônias, apresentadora de vídeo aulas, treinamentos e institucionais. Faz parte do primeiro grupo de mulheres narradoras e comentaristas dos canais Fox Sports. Trabalha como comentarista e narradora esportiva. Como atriz participou de curtas, médias e longas no cinema e participações em novelas na TV. Realiza documentários como diretora, roteirista e produtora. Foi diretora do Espaço Cultural Sérgio Porto e coordenadora do Centro Espacial Vik Muniz. Eleita recentemente pela CES, maior feira de tecnologia do mundo que acontece em Las Vegas- EUA, como uma das 100 jornalistas influentes do mundo.

Sobre Sandra Rodrigues
Sandra Rodrigues é Sócia-diretora da RELACIONARTE, advogada e gestora cultural, com formação executiva em Estratégias para Arte e Cultura (Executive Program in Arts &Culture Strategy) pela Pennsylvania State University e com formação EXECUTIVA em Cinema & TV pela ESPM – Escola de Propaganda e Marketing (Rio de Janeiro/RJ). Consultora para gestão e desenvolvimento de projetos culturais, tendo se especializado na gestão executiva, planejamento estratégico e definição de modelos de negócio para instituições culturais e projetos independentes, especialmente os realizados por meio de LEIS DE INCENTIVO, em especial a LEI DE INCENTIVO À CULTURA (LEI ROUANET). Reconhecida no mercado pela multidisciplinaridade de suas expertises, vem assessorando em todas as etapas da cadeia de GESTÃO CULTURAL, desde a concepção criativa até a prestação de contas, tendo sido responsável pela GESTÃO EXECUTIVA de diversos projetos e prestado consultoria para diferentes instituições, dentre elas podemos destacar CULTURA ARTÍSTICA,TEATRO SÃO PEDRO (São Paulo/SP), TV CULTURA, FUNARTE, MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA, MUSEU DO FUTEBOL, CONSPIRAÇÃO FILMES, ORQUESTRA PETROBRAS SINFÔNICA, CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL, DOUTORES DA ALEGRIA, O TABLADO (Rio de Janeiro/RJ), entre outros.

Serviço:

Pod Drama – 1º Festival de Dramaturgia de Podcast

Inscrições: de 26 de janeiro a 28 de fevereiro

Semana de Lives para convidados: de 22 a 27 de março

Resultado do vencedor: 27 de março (Dia Mundial do Teatro)

Inscrições: www.poddrama.com.br

Classificação: Livre

Realização: Lei Aldir Blanc, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Fundo Estadual de Cultura

Fonte: Assessoria Tisato
Crédito da Foto: Carlos Costa


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!