EnglishJapanesePortugueseSpanish

Oficina de expressão corporal do Sesc-DF para idosos promove saúde e autoconhecimento


Foto Cristiano Costa Antes da pandemia Oficina de expressão corporal do Sesc DF para idosos promove saúde e autoconhecimento

Encontros virtuais gratuitos promovidos pelo Sesc-DF estimulam o movimento, relaxamento e percepção de sentimentos em pessoas com mais de 60 anos.

Descobrir e entender os próprios movimentos corporais involuntários e inconscientes pode ser uma excelente forma de envelhecer com saúde. Por isso, estímulos como a improvisação, a gestualidade, a dança, o uso de objetos, a percepção de espaço e lateralidade são algumas das diversas atividades que os encontros virtuais da oficina de Expressão Corporal do Sesc-DF oferece a pessoas com mais de 60 anos de idade. As atividades são gratuitas.
A oficina está disponível em todas as unidades do Sesc-DF, mas por conta da pandemia a atividade acontece exclusivamente de forma virtual. Para participar é preciso se inscrever no projeto do Grupo Mais Vividos (GMV), por meio do telefone (61) 9.9994-3652. Após o primeiro contato por telefone, os idosos serão direcionados para os grupos em uma unidade do Sesc-DF mais próxima.
Maria da Graças Xavier Silva, 70 anos, é aposentada e teve a vida transformada depois das atividades. Ainda quando trabalhava começou a sentir os primeiros sintomas da perda de memória. Com uma mente extremamente ativa e muito dedicada durante os anos em que atuou no mercado de trabalho, a aposentada chegou a coordenar equipes com mais de 100 pessoas, ao gerenciar a empresa familiar, que prestava serviços para órgãos públicos em Brasília.
Nascida no Piauí, mas enraizada em Brasília há mais de 40 anos, Maria das Graças conta que alguns anos antes da aposentadoria o problema com a memória apareceu e foi orientada a procurar ajuda. “Eu precisei me aposentar dois anos mais cedo por conta de lapsos na minha memória. Depois de passar por um período de observação o próprio médico que me acompanhou me recomendou buscar atividades”, relembra.
E foi justamente em um desses momentos de percepção dos sentimentos que a aposentada passou por um processo de cura da memória. “A oficina me estimulou a relembrar momentos, a meditar, relaxar e se concentrar durante uma atividade corporal. De repente, como um raio de luz, a minha memória voltou. Chorei de emoção” conta.
Responsável por mediar os encontros virtuais da oficina de Expressão Corporal do Sesc-DF desde 2018, a atriz e arte educadora Rejane Chavier da Silva explica que as atividades online seguem a mesma proposta do encontro presencial.  “A atividade consiste em explorar a linguagem do corpo, por meio da comunicação não verbal. Trabalhamos principalmente a postura, gestos, movimentos e a expressão facial. A expressão corporal traduz perfeitamente a manifestação dos sentimentos e as sensações internas”, pontua.

De acordo com a instrutora, as atividades buscam trabalhar com os idosos a percepção dos sentimentos por meio de poemas, músicas, vocalização, relaxamentos, movimentação, níveis alto, médio, baixo expressão facial e corporal. “A expressão corporal traz aos idosos resultados significativos ao longo de todo o trabalho aplicado aguçando os sentidos e desprendendo seus sentimentos internos, provendo autoconhecimento, autoestima, autoconfiança e reconhecimento da capacidade de criar e ser, os distanciando do fator “isolamento” tanto social, quanto familiar”, explica Rejane.  Para conhecer mais sobre as atividades de assistência social com foco nos idosos acesse www.sescdf.com.br e assista esse vídeo sobre Grupo dos Mais Vividos do Sesc-DF.

 

Fonte: SESC/DF

Foto: Cristiano Costa – Antes da pandemia

Por: Lilian Mendes
Data: 20/05/2021


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!