EnglishJapanesePortugueseSpanish
07.12.2020

Orquestra Popular Marafreboi grava primeiro DVD em 12 anos de carreira

Gravação do DVD Orquestra Popular Marafreboi Foto Percio Campos Orquestra Popular Marafreboi grava primeiro DVD em 12 anos de carreira

A gravação conta com participações especiais e apresenta um repertório de composições tradicionais e temas autorais, entre frevos, maracatus e bois.

 A tradicional Orquestra Popular Marafreboi realizou a gravação de seu primeiro DVD, no último sábado, 05/12, das 8h às 17h, no Museu Vivo da Memória Candanga, com o propósito de registrar essa importante caminhada musical, mas também para iniciar um moderno projeto de ampliação de alcance do público, por meio das plataformas online.

Desde 2008, a Orquestra difunde as tradições pernambucanas no Distrito Federal, movimentando a cena da cultura popular e divertindo foliões em sua trajetória, conduzida pela batuta do Maestro Fabiano Medeiros. Segundo ele, a expectativa com o lançamento do precioso registro é também a de empoderar a imagem da orquestra no mundo virtual, fortalecendo, assim, a representatividade desses ritmos, como já o fazem presencialmente com o Noites Pernambucanas.

“Nesse projeto, a gente traz artistas de Recife. É uma relação cultural entre Pernambuco e Brasília, uma vez que dentro do círculo carnavalesco de Brasília, existe uma diversidade de ritmos, entre eles, o frevo. O projeto fez que a orquestra começasse a dialogar com artistas e mestres da cultura popular do Recife. Já vieram Claudionor Germano, Maestro Spok, Maestro Forró, Getúlio Cavalcanti, Maestro Ademir Araújo”, explica Medeiros.

Estendendo os convites ilustres à composição do elenco de estrelas nas gravações, a Marafreboi trouxe o Maestro Ademir Araújo (PE), conhecido como Maestro Formiga. Suas contribuições para a música brasileira superam os 50 anos e tiveram o devido reconhecimento, em 2013, quando de sua escolha como Patrimônio Vivo de Pernambuco. “O Maestro Fabiano escolheu um frevo, que foi o primeiro que escrevi, para entrar no DVD. Para mim é uma satisfação fazer parte deste momento histórico”, conta O Maestro Formiga sobre sua atuação com o tema Furacão.

Além dessa ilustre presença, a orquestra traz outras importantes participações vocais. Sàh Santos (GO) canta Capoeira, de Jorge Recife, Cristiane Visentin (MG), interpreta Bom Sebastião, de Getúlio Cavalcanti e Aquarela do Brasil de Ary Barroso, e Ed Carlos (PE) reverbera sua conhecida voz em Chapéu de Sol, de Mestre Capiba.

Reconhecida no Distrito Federal como representante célebre da ancestralidade musical nordestina, além de ser a única orquestra de sopros do Centro-Oeste com foco nessas matrizes, a Orquestra Popular Marafreboi prevê o lançamento do DVD para fevereiro, durante o período que melhor evidenciou seu trabalho e suas raízes, o Carnaval.

Em um espetáculo construído por dezoito músicos e dez bailarinos, doze faixas de puro deleite contarão mais de uma década de frevos, maracatus e bois, interpretados pela tradicional Orquestra, em um espaço considerado um dos cartões-postais do quadradinho, o Museu Vivo da Memória Candanga. O museu, além de um monumento de evidente valor estético, agrega história ao projeto audiovisual.

“O museu foi escolhido por ser um patrimônio histórico e cultural do DF e um espaço que conta um pouco do surgimento de Brasília, da vinda dos candangos para cá. O Maestro Fabiano escolheu esse lugar, porque é muito representativo, é um lugar que carrega as memórias e a história de Brasília”, relata Lorena Oliveira, gestora cultural do Beco da Coruja Produções, que, em parceria com o Instituto Janelas da Arte, realiza e produz a gravação.

A realização da obra conta ainda com o apoio do Museu Vivo da Memória Candanga e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (SECEC), além de recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC).

Durante os trabalhos, todas as precauções demandadas pelo crítico momento foram tomadas. Seguindo os critérios de segurança sanitária determinados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o registro foi realizado com o devido distanciamento social, sem aglomerações, portanto, sem a presença do público, e com o uso de equipamento de proteção individual e álcool gel.

Fonte : La Pauta Comunicação

Fotos: Percio Campos

 


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!