EnglishJapanesePortugueseSpanish

Para apreciar ipês


Paula Sicsu professora e idealizadora do app Ipes Para apreciar ipês

Com ajuda da comunidade, um aplicativo criado por uma professora de Biologia vai fazer um levantamento de uma das árvores mais fotografadas do Distrito Federal, mostrar como chegar aos locais, informar sobre a floração e os serviços públicos disponíveis nas proximidades. O objetivo é ajudar na preservação da biodiversidade da região

Fotografar e publicar a foto de ipês nas redes sociais é um fenômeno cultural do brasiliense. Agora, a cidade ganhou um aplicativo que vai ajudar a mapear as árvores no Distrito Federal. O app “Ipês” está disponível nas versões para smartphones que usam a plataforma Android ou IOS e pode ser baixado gratuitamente no Google Play e na App Store.  Idealizado pela professora de Biologia Paula Ramos Sicsú, o projeto sem fins lucrativos quer incentivar a população a conhecer, participar da preservação da biodiversidade e criar uma rota de visitação aos ipês da capital federal.

Em Brasília, todos os anos ocorre um fenômeno cultural espontâneo. No período mais árido da seca, a população festeja o desabrochar das flores dos ipês – brancas, amarelas, rosas e roxas. A paisagem florida quebra o padrão visual da capital inventada e transforma em festa os passeios pela cidade. A paisagem cultural ganha dinamismo, pois grupos de pessoas se deslocam para apreciar e fotografar as árvores. Uma grande dificuldade para quem gosta de realizar esse programa é encontrar uma árvore que esteja bonita no momento do passeio e se encontre em ambiente propício para um programa mais duradouro, como um piquenique.

Segundo a bióloga, “a ideia do aplicativo é ajudar a população a encontrar ipês formosos para programar um passeio ou apenas para fazer um registro legal. Também visa contribuir para um acervo de fotos e informações sobre essas beldades na nossa cidade, construídos pelos cidadãos”. “O aplicativo funcionará melhor à medida em que as pessoas forem fornecendo informações sobre as árvores, principalmente sobre como está a florada delas, já que as flores são tão efêmeras e rapidamente caem ao chão. Para registrar um ipê, o usuário deve fotografar e subir a imagem da árvore, marcar sua localização no mapa e informar se tem florada. O usuário pode também informar se o local é próximo de banheiros públicos, cafés, restaurantes e estacionamentos.

Rastreados e identificados no aplicativo, na época da floração, a população pode marcar no app os Ipês que estão florindo e quão bonitos estão para uma visita em tempo próximo. Por meio dessa construção comunitária, é possível encontrar os ipês e identificá-los quando estiverem em um momento mais exuberante para serem visitados.  Com isso, o projeto pretende gerar a conscientização da importância da manutenção dessa paisagem cultural via um maior conhecimento da biodiversidade. Ao colaborar com informações sobre os ipês da cidade, cada usuário do aplicativo praticará a ação social denominada ciência cidadã e contribuirá de forma comunitária para uma plataforma de valorização das nossas belezas naturais.

Sobre os ipês

Do tupi-guarani, ipê significa casca dura. Presentes no Cerrado, os ipês ainda podem ser vistos no Nordeste, no Sul e no Sudeste do Brasil e outros países da América do Sul, como: Argentina, Paraguai, Bolívia, Equador, Peru, Venezuela, Guiana, El Salvador, Guatemala e Panamá. Suas flores podem ser amarelas, rosas, roxas e brancas, sendo que cada florada acontece em uma época do ano. Algumas dessas espécies podem alcançar até 35 metros de altura e seu tronco, 90 cm de diâmetro.

Sobre a idealizadora do app

Paula Ramos Sicsú nasceu em Brasília em 1988. Na Universidade de Brasília, se formou em Biologia (bacharela e licenciada) e obteve o título de mestre em ecologia. Tem experiência em ecologia comportamental, agroecologia e conservação. É professora de ciências e biologia e gosta de lembrar que o letramento científico é imprescindível para o exercício da cidadania. Acredita que apreciando e conhecendo melhor a natureza as pessoas criam vínculos afetivos com ela, se engajando mais em sua preservação.  Ao criar o aplicativo Ipês, pretende estimular a “ciência cidadã”, visando criar, via colaboração comunitária, instrumentos que ajudem os brasileiros a apreciar e a preservar a biodiversidade natural.

Serviço:

App Ipês

Aplicativo para mapeamento de Ipês no Distrito Federal

Gratuito e sem fins lucrativos

Idealização | Paula Ramos Sicsú

Desenvolvimento do app | Rafael Costa

Disponível no Google Play e na APP Store

Sistema Android  | https://play.google.com/store/apps/details?id=com.rafaqcostadev.ipes

Sistema IOS | https://apps.apple.com/br/app/ip%C3%AAs/id1564316335

Instagram | @ipes.app

Fonte: Agenda KB Comunicação

 

Nossos Planos

Por: visitebrasilia
Data: 12/07/2021


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!