EnglishJapanesePortugueseSpanish
10.11.2020

Secretaria de Saúde prorroga o prazo de vacinação contra sarampo no DF

Secretaria de Saúde prorroga o prazo de vacinação, devido ao registro de cinco novos casos da doença, de janeiro a setembro deste ano

Por Andreza Lorrane

A imunização contra o sarampo na capital federal começou em 1986, com a construção dos primeiros centros de saúde. A dose já constava no Programa Nacional de Imunizações, criado em 1973. Por conta da baixa cobertura vacinal entre os adultos durante a pandemia do novo Coronavírus, para evitar a circulação desse vírus, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) prorrogou para até 27 de novembro, a campanha para pessoas entre 20 e 49 anos. De janeiro a setembro, o DF registrou cinco casos da doença, sendo que todos foram importados, segundo a pasta.

Com a implementação da estratégia de vacinação, no ano de 2000, o número caiu significativamente, e chegou a zero. Em 2016, o Brasil foi declarado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) livre da doença. O registro de dados neste ano, conta que até 26 de outubro, apenas 7,7% do público-alvo foi imunizado em todo Distrito Federal. A meta é chegar a 95%. No ano passado, entre todos os grupos, a cobertura vacinal foi de 58,73% (primeira dose) e 59,3% (segunda dose). A aplicação da segunda dose da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) só foi instituída no calendário de vacinação a partir de 2004. Por isso, agora, quem nasceu antes desse período é alvo da campanha pela dose extra.

De acordo com o estudante de medicina Johnatan Reis, 31, ele não vai perder tempo. “Quero participar, acho muito importante, para evitar que a doença se alastre novamente em nosso país. Nesse momento de rejeição à ciência e de fake news, é importante reforçar que a vacinação é eficaz”, explicou. Quatro dos cinco casos de sarampo no DF em 2020 são de pacientes nessa faixa-etária.

Atualmente, o sarampo representa uma epidemia em vários países. De janeiro a setembro deste ano, 7.929 brasileiros foram infectados em todo o território nacional. As doses são aplicadas em todos os postos de saúde do DF. No ano passado, segundo dados do Ministério da Saúde, 51,4% dos infectados tinham entre 20 e 49 anos. A preocupação é porque o vírus é altamente contagioso, se propaga por vias respiratórias e pode levar a complicações como pneumonia, otite e encefalite, mesmo em adultos.

1 cbpfot220420202445 6389504 300x200 Secretaria de Saúde prorroga o prazo de vacinação contra sarampo no DF

Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press

Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!