EnglishJapanesePortugueseSpanish
18.09.2019

TERCIDADE TRANSFORMA CCBB EM BAILAO DA TERCEIRA IDADE

Tercidade sep17 José Lucas 42 1024x683 TERCIDADE TRANSFORMA CCBB EM BAILAO DA TERCEIRA IDADE

Em aulas de danças populares, projeto reforça o conceito de envelhecimento ativo e aproxima gerações

Maria da Conceição Sampaio, 57 anos, tinha uma tarde de terça-feira atribulada. Em mãos, uma lista de compromissos, alguns pessoais. Mas resolveu se rebelar. Chamou uma amiga e foi direto ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) encontrar-se com Roberto Dias, seus bailarinos e 70 alunos. Aprendeu passos de boleros, samba, forró, rock e soltinho. Em duas horas, estava às gargalhadas e livre da rotina. “Estou feliz porque compreendi, aqui nesse projeto Tercidade, qual o caminho para a minha transição como uma mulher idosa”, conta.

A dois anos da aposentadoria, a professora de língua portuguesa e espanhola se observa como uma mulher independente, com filhos criados e distantes de casa. Na dança, ela percebeu que essa pode ser a construção de uma ponte para novos afetos. “Hoje, vi o quanto é possível superar o medo de envelhecer, de perder a força física e lidar com as restrições naturais do corpo. Posso dançar do jeito que quiser e ser feliz”, revela.

É justamente no olho no olho que o professor Roberto Dias conduz os movimento com os aprendizes. Em suas aulas dirigidas para pessoas com mais de 55 anos, ele trabalha questões físicas como o equilíbrio, a circulação sanguínea, o tônus muscular e a postura. Mas aposta em chaves psicológicas como estar em estado de elegância. “Jogo todo mundo para cima. Sei que estou criando ativações na mente de cada um para fortalecer a autoestima”.

Ao trabalhar com grupos de homens e mulheres com mais de 55 anos, Nivea Cristina, bailarina de Roberto Dias, descobriu que esse público tem uma vantagem enorme em relação aos mais jovens. “A perda de filtros. Os idosos não ficam receosos por estar exposto. Simplesmente, eles se lançam na pista. O que faz toda a diferença”, observa.

Essa disponibilidade, talvez, seja a razão da popularidade de Elias de Souza Melo, de 74 anos.  Dono de uma elegância ímpar, ele é conhecido por ser um pé de valsa. Vindo do Gama para o CCBB, o bailarino revela que foi forjado desde garoto nos forrós de quintal. “Com a dança, me sinto forte. Meu corpo reage ao ritmo”, revela, orgulhando-se de ser requisitado nas aulas de dança. “Ele conduz com maestria as damas. É um cavalheiro”, derrete-se Silvia Salles, de 53.

Na última terça-feira, a dança proposta por Roberto Dias transformou o enorme vão vazio do CCBB num bailão contagiante. Às 16h, o arrasta-pé já corria solto. Quem olhava vidrado era o senhor Luís Onghero, de 85 anos, que veio ao espaço acompanhado pela técnica de enfermagem Rosângela Rosa. De cadeira de rodas, ela dançava de mãos dadas com a sua dama. “Conseguimos hoje arrancar esse sorriso. O que não tem preço. Observe os olhos dele. Estão brilhantes e acesos. A atenção se redobrou”, aponta.

João ficou o tempo inteiro vidrado nos passos dos casais. Aos mesmo tempo, parecia que rememorava as suas histórias. “Estou muito feliz”, balbuciou o senhor, enquanto olhava Roberta e Nivea bailaram ao som de Papel machê, um dos sucesso de João Bosco.

Nesta semana, o projeto Tercidade levou 250 pessoas ao CCBB em atividades diversas como jogos teatrais, tai chi e palestra sobre finanças pessoas. “Tercidade é um projeto multidisciplinar de vivências cidadãs, arte e bem-estar. Nessas três semanas, O Centro Cultural Banco do Brasil tornou-se um território de pertencimento para a maturidade”, avalia a idealizadora e coordenadora do Tercidade, a produtora Michele Milani.

Acompanhe a programação do Tercidade em setembro

Dia 24

→ Aquecimento lúdico com Jones Abreu Schneider, das 9h às 9h30, na área externa

→ Palestra “Práticas e hábitos diários de Rejuvenescimento e Longevidade”, com Camilo Cáceres, das 9h30 às 10h30, na Galeria IV.

→ “Sarau Tercidade”, com Daniela Diniz, Patrícia Del Rei e convidados, das 10h30 às 12h, na Galeria IV.

→ Oficina de “Dança de Salão” (samba, bolero e forró), com Cia de Dança Roberto, das 14h às 17h, na área externa.

→ Happy hour com DJ Pezão e demonstração de dança, das 17h às 18h, na área externa.

 


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!