EnglishJapanesePortugueseSpanish

Um café com a cara de Brasília


embalagens 4 Um café com a cara de BrasíliaNo dia 11 deste mês a microtorrefação Pilotis – Cafés Especiais lançou seu mais recente microlote: o 308.

Para os entendedores de café, alguns detalhes do grão: é um Catuaí Vermelho produzido a 1300m no Sítio Joia da Forquilha, no Caparaó. Recentemente o café dessa região recebeu o registro de Indicação Geográfica (IG), atribuída a produtos característicos do seu local de origem, de valor intrínseco e identidade própria, os distinguindo dos similares disponíveis no mercado.  Esse grão recebeu incríveis 90.38 pontos na Semana Internacional do Café em 2019, garantindo o 4º Lugar no Coffee of the Year daquele ano. Além disso, o sítio foi finalista do 1º Prêmio Destaque Brasil, da Associação Brasileira de Cafés Especiais – BSCA.

Legal, né? Mas o que isso tem a ver com o Visite.Brasília.com? Tudo, na verdade! Para começar, não há nada melhor para representar Brasília do que seus pilotis, projetados em nossa cidade por Lúcio Costa e Oscar Niemeyer! A palavra Pilotis se refere ao conjunto de pilares de sustentação de um prédio, deixando livre o pavimento térreo. São, tecnicamente, as colunas ou pilares estruturais, em concreto armado, que sustentam uma construção.

Curiosidade:

Todo Brasiliense em algum momento já se perguntou ao entrar em um elevador de um edifício residencial por que o botão do andar térreo tem a letra “P” e não “T”. Sim, o “P” se refere ao pilotis daquele prédio – ou bloco, como chamamos por aqui!

Apesar de poderem ser vistos em vários projetos pelo mundo, os pilotis são muito importantes para a arquitetura moderna brasileira, criando um vão livre no nível térreo, caracterizando um espaço público contraposto ao espaço verticalizado, normalmente privado ou de uso restrito. Dessa forma, é possível ter abrangentes espaços de convivência e circulação. Lúcio Costa tinha grande preferência pelo uso social do espaço por meio dos pilotis.

O fato de os pilotis estarem presentes em grande parte dos blocos residenciais de Brasília é a razão pela qual muitos dos nossos cafés são apelidados com números. Apaixonada por Brasília, a marca quis homenagear as superquadras da cidade que se destacam por seus incríveis pilotis, como a 308 e 203 Sul e 405 e 107 Norte. Ahhh, e note também que o desenho da parte superior dos rótulos dos cafés segue os padrões geométricos dos pilares de algum prédio dessas quadras.

O Microlote 308, que mencionamos no início da postagem, é uma homenagem à SQS 308, a quadra modelo de Brasília.

Outro ponto interessante ligado à marca é que segundo os proprietários, o nome Pilotis representa a solidez da marca e seu compromisso com um futuro sustentável. Desde a fundação, em 2018, um dos seus pilares básicos é o da sustentabilidade social e ambiental em um conjunto de ações. Mesmo com a pandemia e com os seus desafios, o compromisso se manteve.

Anualmente, uma porcentagem de todas as vendas da empresa vai para projetos que fomentam a sustentabilidade social e ambiental, assim como a inovação. Na área social, em parceria com o Instituto Nair Valadares (inav.org.br), uma instituição sem fins lucrativos localizada no Riacho Fundo II, foram criadas hortas para as crianças e oferecidos cursos básicos e avançados para adolescentes, focados no uso de drones para captação de imagens e produção de vídeos, abrindo porta para profissionalização e emprego posteriores. Adicionalmente, foram feitas doações de café para consumo diário do instituto e, recentemente, também foi doado café para o Corpo de Bombeiros de Brasília.

Fonte: Pilotis – Cafés Especiais

 

Por: visitebrasilia
Data: 28/05/2021


Fechar

Enviar email

Que tal ter acesso rápido e fácil ao seu roteiro de onde estiver?
Envie por e-mail, compartilhe com amigos, e divirta-se em BSB!!!

Fechar

Criar novo roteiro

Fechar

Editar Roteiro

Fechar

Esqueci minha senha

Fechar

Aviso

Solicitação enviada com sucesso!