“Descaminho - do ponto de vista do equilíbrio” é o novo espetáculo da Trupe de Argonautas com a participação de uma diretora convidada, a palhaça, atriz e dramaturga premiada Ana Flávia Garcia, que assina direção e dramaturgia da peça.

Descaminho surge originalmente de uma investigação da Trupe sobre o universo dos arcanos maiores do tarô e seus desdobramentos estéticos. A pesquisa foi se ramificando e multiplicando até chegar no conceito Descaminho, com o sufixo DES dando a tônica dessa dramaturgia e encenação. As vulnerabilidades, as paixões e os corpos pós pandêmicos dos atores se tornaram matéria prima desta criação. Desenvolvida no Espaço Pé Direito, casa da Trupe que é também um corpo do espetáculo, a criação traz um ambiente onírico onde confissões, imaginários, saturação, riso e cansaço se manifestam como princípios. As habilidades circenses da Trupe, reconhecidas de tantos outros trabalhos importantes na cena circense da cidade, passam a incluir equilíbrios cotidianos, manipulação de objetos, de estados e de pessoas num espetáculo provocativo de atmosfera magnética e irreverente.”

Ana Flávia Garcia

SINOPSE

Um homem pendurado dispara um discurso vertiginoso em flechas certeiras sobre a existência.

Uma mulher transporta objetos e equilibra num grande monte de tralhas.

Um homem sentado melancólico diante de uma fila de bichos de pelúcia encontra seu fracasso.

Uma corpa cápsula, envólucro, pupa, plástico, lateja um renascimento.

É de sonho, fragilidade e celebração a matéria prima de Descaminho - Do ponto de vista do equilíbrio. Um espetáculo encontro necessário para seguir com olhares desviantes sobre as realidades da vida.

“Durante o processo em busca de tudo que fosse DES, o sem, o fora, trabalhamos com a presença do inusitado no material de cada intérprete. Utilizamos como parte fundante das matérias do trabalho o texto “O desequilíbrio como fundamento” de Dara Audazi, que dá origem ao título, além de questões pauta de cada um dos intérpretes”. Com trilha sonora de Diogo Cerrado, os artistas Súlian Princivalli, Dara Audazi, Pedro Martins, Nickolas Campos e Matheus Metal estarão celebrando o retorno da Trupe de Argonautas aos palcos presenciais, com um espetáculo repleto de delícias e delírios a compartilhar com o público.”

Ana Flávia Garcia

Mais informações:

O grupo se propôs a cria um espetáculo usando somente recursos que já vinham do acervo da Trupe de Argonautas, dos próprios atores ou do espaço PÉ DiReito, onde vamos nos apresentar.

Portanto a cenografia, assinada por Súlian Princivalli, usou uma série de objetos do próprio teatro, matérias de cenografia de antigos espetáculos e objetos de treinamento circense também do grupo, como halteres, objetos de malabarismo, aparelhos circenses e objeto pessoais dos atores. Tudo isso ganha uma enorme forma que apelidamos de “Tralha” amontoadas uma sobre as outras em equilíbrio precário e valorizadas por uma cortina toda branca que dá foco a “Tralha”.

O figurino proposto por Súlian Princivalli segue uma linguagem parecida da cenografia. Tanto porque são usadas peças de vestuário dos próprios atores, quanto pela sensação de acúmulo de coisas. Por isso foi pensado um figurino em camadas. Ou seja, várias peças sobrepostas que vão sendo tiradas ou colocadas em cena a medida da necessidade de cada cena, trazendo novas leituras para atuação.

Dentro da proposta de simplificar o projeto e trabalhar com o que temos disponível isso também se deu dentro do campo do trabalho humano. Portanto foi proposto pelo Iluminador, Pedro Martins, que os próprios atores operassem a luz a fim de deixar explicito também as ações que normalmente acontecem nos bastidores. Uso de lanternas também é amplamente usado em cena simplificando e a tona a luz com algo palpável.

Serviço:

Que espetáculo?

Descaminho – do ponto de vista do equilíbrio

 Quando?

Dias 13 a 22 /05 sempre às sextas, sábados e domingos

 Hora?

20h

 Quanto?

Entrada franca

Retirada de ingressos:

https://www.sympla.com.br/descaminho---do-ponto-de-vista-do-equilibrio__1566362 

Onde?

Espaço PÉ DiReitO, Vila Telebrasília, rua 01, casa 23. A Vila fica ao final da L4 sul, perto da Faculdade Unieuro

Fonte: Súlian Princivalli

Foto: Casia Oliver