A cidade da Estrutural tem sido referência no quesito cidadania e dignidade. Isso graças ao projeto Fábrica de Cidadania. O projeto acontece na Cidade Estrutural, e foi inaugurado em dezembro do ano passado.

Esse espaço é um verdadeiro berço de criatividade e independência para mulheres talentosas.

O que é a Fábrica de Cidadania?

Imagine um lugar onde costureiras e artesãs podem dar asas à sua imaginação, criar peças incríveis e, ao mesmo tempo, gerar renda para suas famílias. Esse é o propósito da Fábrica de Cidadania, um projeto idealizado pelo Instituto Conecta Brasil em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do Governo do Distrito Federal (GDF).

O espaço funciona como um coworking social, especialmente dedicado às mulheres. No local, elas encontram toda a estrutura necessária para produzir suas criações: desde ambiente e mobiliário até maquinário e matéria-prima, tudo de forma gratuita. Costureiras cadastradas trabalham confeccionando bandeiras, ecobags, camisetas, coletes esportivos e muito mais. As demandas vêm diretamente da comunidade, tornando o trabalho ainda mais significativo.

A Fábrica de Cidadania está aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Dependendo da demanda, é possível estender o horário ou até mesmo abrir no fim de semana. Assim, mais pessoas têm a chance de participar desse movimento de empoderamento e geração de renda.

O projeto foi inaugurado em dezembro de 2023 e está sempre se adaptando para atender melhor às necessidades das participantes. Depois da capacitação, vem o trabalho real. Eduardo Moreira, presidente do Instituto Conecta Brasil, destaca que a Fábrica de Cidadania complementa a Fábrica Social do Governo do DF, proporcionando não apenas capacitação, mas também oportunidades concretas de empreendedorismo.

Benefícios para a comunidade

Empoderamento feminino: Mulheres dedicadas à costura e ao artesanato encontram um espaço para crescer e se destacar.
Palestras e oficinas: São oferecidas palestras gratuitas sobre empreendedorismo, educação financeira e formalização de MEI.
Rodas de Conversa: Conduzidas pela psicóloga do projeto, acompanham os anseios, desafios e superações das costureiras participantes.
Público-alvo:
Mulheres em áreas de vulnerabilidade social na região da Estrutural.
Interessadas em atividades de costura e artesanato, com requisitos flexíveis de profissionalização.
Idade superior a 18 anos.
A Fábrica de Cidadania é mais do que um espaço físico. É um lugar de transformação,

 

Serviço 

Local: SCIA QUADRA 9, CONJ. 01 – Área Especial, Estrutural- DF
Informações: (61) 33255 -3739


Crédito: Arquivo do Instituto Conecta Brasil